O hospital somará com as ações que já vêm sendo desenvolvidas no CCZ, como o serviço de castração de cães e gatos.

Prefeitura vai criar o primeiro Hospital Veterinário do município de Belém, PA

“Será uma alegria não somente minha, que tenho um cachorro em casa, mas de todas as pessoas que cuidam, amam e se dedicam aos seus animais de estimação”, comemorou a comerciante Márcia Marruaz, ao tomar conhecimento da criação de um hospital veterinário no município de Belém já neste ano de 2019. O hospital é uma iniciativa da Prefeitura de Belém, que visa garantir o atendimento de saúde a animais em situações de risco e aqueles cujos donos não possuem condições financeiras para pagar por um atendimento particular.

O projeto de implantação da unidade de saúde veterinária foi apresentado ao prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, que aprovou e autorizou a criação do novo espaço. “Há uma determinação da nossa administração para a construção do Hospital Veterinário de Belém já para este ano. Agradeço aos nossos profissionais do município, que de maneira dedicada, muita vocação e paixão, estão trabalhando na elaboração deste projeto que agora já vai caminhar para a sua execução”, declarou o prefeito.

O autônomo Júnior Bandeira, pai de Panda, adotado durante um passeio em uma praça, comemora a notícia: “A chegada de um hospital veterinário será excelente, pois nem todos têm condições de pagar por um atendimento particular”.

A ideia é que o espaço veterinário de Belém supra a necessidade de atendimento público para animais pertencentes a famílias de baixa renda. “Os gastos com consultas e medicação são altíssimos, mas quando se ama o animal você é capaz de fazer qualquer coisa para salvá-lo”, afirmou o autônomo Júnior Bandeira, que cria um cão vira-lata batizado com o nome de Panda.

“É um animal tranquilo, dócil, alegre e muito amado. Resgatei ele de uma feira de adoção quando estava passeando pela praça. Adotei e hoje ele é amado por toda a família”, contou Júnior. “A chegada de um hospital veterinário será excelente, pois nem todos têm condições de pagar por um atendimento particular”, completou.

A médica veterinária Márcia Alves, do CCZ, faz parte da equipe responsável pelo projeto. “Estamos muito otimistas, pois a primeira etapa foi a aprovação do projeto pelo prefeito, que também já autorizou a criação do espaço, o que nos deixa imensamente felizes”.

Para a concretização do projeto do hospital, uma equipe de veterinários de Belém esteve na cidade de Recife no início do mês de dezembro, onde visitou a unidade veterinária da capital de Pernambuco. No local, os médicos conheceram de perto o funcionamento e a estrutura do espaço. “Eu e o veterinário Eliomar Souza conhecemos o hospital de Recife, acompanhamos de perto o trabalho da equipe de especialistas do local e participamos de treinamentos. Foi uma experiência muito válida, pois trouxemos o aprendizado que será colocado em prática aqui em Belém, com a criação do nosso hospital veterinário. Em janeiro retornamos para mais uma etapa de treinamento”, informou a médica veterinária Márcia Alves, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e que faz parte da equipe de veterinários responsáveis pelo projeto.

A médica revela entusiasmo com a implantação do projeto já para o próximo ano. “Estamos muito otimistas, pois a primeira etapa foi a aprovação do projeto pelo prefeito, que também já autorizou a criação do espaço, o que nos deixa imensamente felizes. Sabemos que existe todo um processo a ser seguido, como por exemplo a construção da estrutura física e o processo de licitação, mas toda a equipe está trabalhando muito no sentido de colocar o projeto em prática já no ano de 2019”, comemorou.

Segundo a veterinária, o hospital veterinário do município vai somar com as ações que já vêm sendo desenvolvidas no CCZ. “O projeto do hospital não faz parte do Centro de Zoonoses, pois o hospital terá suas funções independentes do CCZ. O que haverá é uma parceria em algumas ações, como no controle de doenças, na castração e na feira de adoção. O CCZ possui um papel fundamental no trabalho de proteção e saúde aos animais, por isso sempre haverá uma integração entre os dois espaços de saúde”, explicou.

O anúncio da criação da casa de saúde veterinária animou não somente os donos de animais domésticos, mas também a quem se dedica a cuidar de animais nos abrigos. É o caso de Elizabete Pires, coordenadora do projeto Peludinhos, da Universidade Federal do Pará (UFPA), que é um espaço que abriga os cachorros abandonados dentro do campus universitário. “A autorização para construção e funcionamento do hospital é um passo muito significativo e que nos encoraja a continuar lutando por estes animais. O prefeito de Belém foi sempre muito receptivo com a causa dos animais abandonados e agora estamos fechando o ano com essa notícia maravilhosa”, disse.

Por Noely Lima

Fonte: Agência Belém / Prefeitura de Belém

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.