Preso suspeito de matar porteiro e esfaquear cachorros em Guarapari, ES

Preso suspeito de matar porteiro e esfaquear cachorros em Guarapari, ES

Rogério Oliveira dos Santos, de 18 anos, foi preso no bairro Itapebuçu, em Guarapari. Segundo a polícia, ele estava escondido numa residência em um local chamado de Buraco Quente. Alagoano, como é conhecido, é suspeito de ter assassinado o porteiro Marcos Pereira Coutinho.

“A Polícia Civil deflagrou a operação para capturar o suspeito e o encontrou na localidade denominada Buraco Quente, local de intenso tráfico de drogas. Ele estava dentro de uma casa, escondido, e tentou fugir, mas foi capturado”, contou o delegado Tarik Souki, titular da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Guarapari.

O crime aconteceu na madrugada da última terça-feira (6), no bairro Muquiçaba, também em Guarapari. De acordo com as investigações, Rogério pulou o muro da residência da vítima e começou a destruir o carro dela. Os cães do porteiro atacaram o suspeito. A vítima foi acordada pelo barulho e, com uma cadeira, partiu para cima do criminoso.

“O Rogério Alagoano foi para cima do Marcos, e mesmo tomando cadeiradas e sendo atacado pelos cachorros, desferiu diversos golpes de faca no tronco da vítima, no rosto, nas costas e esfaqueou até os cachorros”, afirmou o delegado.

Segundo a polícia, Rogério conseguiu escapar. Ele deixou para trás uma pochete, com cerca de 50 buchas de maconha. Na casa também estavam a mulher da vítima e os dois filhos, uma adolescente e um menino autista.

“Os familiares estavam em casa, viram tudo o que aconteceu, escutou o barulho e ninguém sabe o motivo pelo qual esse indivíduo destruiu o veículo e atacou o proprietário da casa. Inclusive logo após as facadas a vítima ainda correu para dentro da casa, tentando fugir, e morreu na cozinha na frente dos familiares”, disse Souki.

Marcos tinha 49 anos e, segundo o delegado, era querido na vizinhança. O caso ganhou repercussão. Com a ajuda de denúncias, foi possível chegar até o suspeito, que é velho conhecido da polícia. Na delegacia, Rogério preferiu não falar sobre o novo crime e causou mais problemas.

“Estava nervoso, tentou fugir, na delegacia ele ainda praticou o crime de dano ao patrimônio público, pois destruiu um lustre da delegacia. Vai ser indiciado por homicídio qualificado, dano ao patrimônio público, tráfico de drogas e estupro de vulnerável, porque nós identificamos que ele aliciava uma jovem de 13 anos, praticava relações sexuais e uso de drogas constantes”, informou o delegado.

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *