Castramóvel atenderá entre os dias 26 e 31 de março em Carmo do Cajuru. (Foto: Bruno Freitas/SantanaFM)

Projeto oferece castração gratuita de cachorros de rua em Carmo do Cajuru, MG

O serviço gratuito de castração de cães, o “Castramóvel”, chega a Carmo do Cajuru no dia 26 de março. Até 31 de março, a expectativa é atender pelo menos 60 animais de rua.

Segundo a Vigilância em Saúde, para o projeto ser concluído, é preciso encontrar voluntários que cuidem dos animais castrados durante o período de recuperação, estimado em quatro dias.

Projeto regional

O “Castramóvel” é um veículo equipado com todos os materiais necessários para o procedimento veterinário e foi adquirido pela Associação Regional de Proteção Ambiental (Arpa) que, junto a prefeituras do Centro-Oeste de Minas, atendeu à proposta do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) de firmar um Termo de Compromisso Positivo (TCP) e promover ações para o controle populacional de cães e gatos.

O veículo já passou neste ano por Formiga e Córrego Fundo. Além de Carmo do Cajuru, Cláudio, Itapecerica, Camacho, Pimenta, Pedra do Indaiá e São Sebastião do Oeste estão entre as cidades visitadas.

A Vigilância em Saúde da Prefeitura de Carmo do Cajuru informou que os animais precisam de um lar temporário um dia antes da castração e nos três dias seguintes ao procedimento. Permanecer com o animal não é obrigatório, mas o voluntário também pode adotá-lo. Após a castração, o cão recebe uma coleira de identificação.

Ainda de acordo com o órgão, se o voluntário que acolher um cão de rua também tiver um cão doméstico, o animal de estimação também pode ser castrado gratuitamente.

Segundo dados da Vigilância em saúde, atualmente a população canina de rua do município é estimada em 700 animais. Novas castrações devem acontecer a cada dois meses na cidade.

Os interessados em se cadastrar para acolher um cão de rua devem entrar em contato nos telefones: (37) 3244-0674 ou (37) 3244-0731.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *