Protetores de animais se mobilizam para permanência do CAPA, em Passo Fundo, RS – Olhar Animal

Protetores de animais se mobilizam para permanência do CAPA, em Passo Fundo, RS

No ano passado a prefeitura fez um chamamento público, seguindo o Marco Regulatório do Terceiro Setor, para entidades interessadas em abrigar os animais abandonados ou em situação de rua de Passo Fundo. Esse serviço, há quase 15 anos, era realizado pelo Clube dos Amigos e Protetores dos Animais (Capa).

A Associação Municipal de Proteção aos Animais em Risco ou Abandonados (Ampara) foi a única a apresentar uma proposta e foi a vencedora do chamamento. Aos poucos, ela está recebendo os animais acolhidos pelo Capa. Mas essa transferência tem dividido opiniões.

O vereador Rafael Colussi, representante da causa animal no Legislativo municipal, recebeu a solicitação de alguns protetores de animais para uma reunião no Ministério Público. O grupo quer tratar sobre a permanência das atividades do Capa. Ele explica que como representante da causa vai auxiliar no processo.

Devido o período de recesso, a reunião ainda não foi marcada. Segundo o vereador, o grupo também quer discutir formas de auxílio para outras entidades de protetores de animais da cidade.

Colussi destaca que existem muitos grupos que cuidam de animais abandonados em Passo Fundo, totalizando mais de 800 atendidos. Ainda, acredita que retirar todos os animais do Capa, cerca de 350, não irá resolver o problema.

Fonte: Rádio Uirapuru

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.