Ativistas protestaram em frente à casa do "matador de gatos" (Foto: Reprodução/Facebook)

Protetores fecham cerco contra ‘matador de gatos’ em Campinas, SP

ONGs e protetores autônomos de animais em Campinas estão preocupados com o “matador de gatos” que age na região do Jardim São Vicente, em Campinas.

O homem de 30 anos foi detido pela Guarda Municipal no fim do mês passado após matar 11 gatos, cortar suas cabeças e tomar o sangue dos crânios com um canudinho. Ele disse que o ritual faz parte da religião que segue e afirmou que tomou a iniciativa após ser ordenado por uma “voz”.

Apesar de ser detido, ele não foi preso. A Polícia Civil, na ocasião, pediu a avaliação psicológica e a internação do homem. Ele ficou na ala psiquiátrica do Hospital Ouro Verde, mas teve alta na semana passada.

Desde então, passou a ser “vigiado” pelos protetores dos animais, que temem que ele volte a matar mais gatos em novos rituais. “Um vizinho disse que ele entrou na casa dele segurando um gato pelo pescoço. Temos informações que ele foi buscar gatos no Cemitério da Saudade na noite da última sexta-feira”, disse Flávio Lamas, que atua em prol da causa animal em Campinas.

Segundo ele, o responsável pela ONG Gatinhos da Lagoa viu um homem com as mesmas características do “matador de gatos” perguntando por gatos para adoção na Lagoa do Taquaral, na manhã deste domingo.

Lamas disse que vai nesta segunda-feira (26) ao 5º Distrito Policial registrar uma nova denúncia contra o homem. “Ele diz que tem uma chácara, que está arrependido do que fez e que está pegando mais gatos para cuidar deles e se redimir”, diz Lamas.

Na semana passada, protetores e vizinhos chegaram a pregar faixas e pintar o chão perto da casa do homem, com inscrições como “assassino de animais”.

A Prefeitura de Campinas não confirmou se o homem teve alta do Hospital Ouro Verde. A Guarda Municipal informou que não recebeu nenhum novo chamado envolvendo o homem.

Fonte: A Cidade ON

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.