Prova de vaquejada é suspensa por maus-tratos em Pedra Azul (MG) após promotoria recorrer de decisão em primeira instância

Justiça chegou a autorizar o evento, mas promotores recorreram, alegando que prova não assegura o bem-estar dos animais; vaquejada estava programada para esta sexta (29) e sábado (30).

A prova da vaquejada em Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, foi suspensa depois que a Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente recorreu da decisão em primeira instância que autorizava a realização do torneio. O 1º Grande Bolão de Vaquejada de Pedra Azul estava previsto para acontecer nesta sexta-feira (29) e sábado (30). Caso a decisão seja descumprida, os organizadores do evento serão multados em R$ 100 mil. A decisão foi divulgada nesta sexta (29) pela assessoria de imprensa do Ministério Público.

Na nota de divulgação, o Ministério Público informa que apesar da vaquejada ser considerada expressão artístico-cultural, por meio de Lei Federal, a tentativa violenta de derrubar o boi em movimento caracteriza-se por maus-tratos e não assegura o bem-estar dos animais envolvidos na prova.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Pedra Azul para mais informações sobre a defesa, mas foi informado que não haveria atendimento à imprensa em função do horário de expediente da administração.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.