Quadrilha é presa por matar cães envenenados e fazer reféns em onda de assaltos em Três Lagoas, MS

Segundo a polícia, o grupo foi preso horas depois de invadir uma casa no bairro Parque Industrial, em Três Lagoas (MS).

136
Parte dos materiais apreendidos com os suspeitos por onda de assaltos em Três Lagoas, MS (Foto: Reprodução / TV Morena)
Parte dos materiais apreendidos com os suspeitos por onda de assaltos em Três Lagoas, MS (Foto: Reprodução / TV Morena)

Quatro homens foram presos horas depois de invadirem uma casa no bairro Parque Industrial, em Três Lagoas, na quarta-feira (10). Apesar do flagrante, a polícia afirma que o grupo é suspeito por três assaltos na cidade que faz divisa com São Paulo.

Vídeo: Quadrilha é presa suspeita por onda de assaltos em residência em Três Lagoas

Em um dos casos, os suspeitos jogaram veneno dentro do quintal e mataram os dois cachorros da família para entrarem na residência. Armados com revólveres, dois bandidos renderam o casal e agrediram uma das vítimas com tapas.

Em seguida, a dupla fugiu com o carro da família levando objetos de valor e dinheiro. O veículo foi encontrado abandonado a poucos quilômetros do local.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo é suspeito também de ter praticado outros dois roubos na cidade, um no final de dezembro do ano passado e outro na semana passada, na região central.

Com os suspeitos, os policiais encontraram três armas e parte dos produtos levados durante os crimes. Nos três roubos, as vítimas foram mantidas em cárcere privado. O delegado Ailton Freitas disse que os suspeitos agiam depois de analisar a rotina das famílias.

“Eles levantavam as vítimas, muitas vezes idosos que moravam sozinhos com situação financeira. Segundo eles, trabalho de semanas e até meses. Aí no momento oportuno, vendo o modo de agir dos familiares, dos integrantes da casa, a hora que acordavam, quem tinham na casa, se tinha cachorro, se tinha vigilância, se tinha câmeras, a partir daí descobriam os pontos fracos e acabavam agindo”, afirmou o delegado.

Entre os suspeitos, a polícia apreendeu um adolescente de 17 anos. Todos foram encaminhados para a 1ª Delegacia de Polícia.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.