Galos foram encontrados dentro de gaiolas (Foto: TJMT/Divulgação)

Rinha com mais de 40 galos de briga é fechada em Cuiabá (MT) e dono é detido

O proprietário de uma rinha de galo com mais de 40 animais foi detido em Cuiabá durante fiscalização do Juizado Volante Ambiental (Juvam). O homem, que não teve a identidade divulgada, foi levado para a Delegacia de Meio Ambiente (Dema). A ação foi realizada na sexta-feira (10) e divulgada nesta segunda-feira (13).

A situação foi descoberta após denúncias anônimas. No local, uma estrutura para o treinamento dos galos foi encontrada.

Ao todo, 43 gaiolas estavam ocupadas com os galos. No terreno, uma arena montada para a prática de rinha, medicação e alimentação dos animais foi identificada.

Os animais encontrados tinham sinais de maus-tratos e apresentavam, inclusive, ferimentos graves na cabeça e pelo corpo.

Estrutura usada para treinamento e rinha foram encontrados em terreno (Foto: TJMT/Divulgação)
Estrutura usada para treinamento e rinha foram encontrados em terreno (Foto: TJMT/Divulgação)

Os 43 galos, as gaiolas, os apetrechos, rações e os outros materiais apreendidos no local foram encaminhados para o Batalhão da Polícia Militar Ambiental em Várzea Grande.

Organizar ou participar de rinha é crime ambiental, definido no artigo 32 da lei federal 9.605/98.

Segundo o TJMT, é considerado crime contra o meio ambiente “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. O galo é considerado um animal doméstico.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.