Rio: Jacarepaguá terá projeto de castração gratuita de cães e gatos a partir de segunda-feira – Olhar Animal
Projeto Ambiente Animal vai castrar de graça cães e gatos da região da Taquara - Reprodução Internet

Rio: Jacarepaguá terá projeto de castração gratuita de cães e gatos a partir de segunda-feira

A Secretaria de Estado do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) lançam, no próximo sábado (12/05), às 10h, o Projeto Ambiente Animal, que vai castrar cães e gatos gratuitamente na região de Jacarepaguá.

Os beneficiários, por enquanto, serão os que vivem nas comunidades situadas dentro dos limites ou na Zona de Amortecimento do Parque Estadual da Pedra Branca, na Taquara, um dos bairros abrangidos pela unidade de conservação. A expectativa é castrar, até janeiro de 2020, cerca de cinco mil animais entre cães e gatos.

As cirurgias, que se iniciam na próxima segunda-feira (14/5), acontecerão na unidade móvel do projeto que ficará no pátio do Clube do Professorado (Estrada Pau da Fome 2.930, Taquara, onde também acontecerá seu lançamento). O serviço será feito a partir de agendamento pelo 9-6725-2527 (que é também Whatsapp).

Abandono de cães e gatos impactam as unidade de conservação ambiental

Os limites ou a Zona de Amortecimento do Parque Estadual da Pedra Branca foram escolhidos para abrigar o projeto para minimizar os impactos causados por cães e gatos na fauna silvestre das unidades de conservação. Segundo o Inea, esses impactos estão associados a condutas inadequadas e até mesmo ilegais dos seus tutores.

Primeiros beneficiados serão moradores das comunidades do Parque Estadual da Pedra Branca - Reprodução Internet
Primeiros beneficiados serão moradores das comunidades do Parque Estadual da Pedra Branca – Reprodução Internet

Dentre elas, a principal é o abandono. De acordo com a secretaria, estes animais, quando abandonados em áreas naturais e seu entorno, podem causar danos significativos a esses ambientes ao se alimentarem da fauna nativa, competir por alimento, disseminar doenças e parasitas e destruir ambientes frágeis.

Além da castração, o projeto também tem um caráter educativo, já que levará ainda aos moradores noções de educação ambiental e guarda responsável desses animais. O programa será executado e desenvolvido pelo Viva Rio Socioambiental, que firmou Termo de Cooperação Técnica com a Can & Fel, com recursos da Câmara de Compensação Ambiental.

Acompanhe o projeto pelo Facebook Ambiente Animal RJ.

Por Maria Inez Magalhães

Fonte: O Dia

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.