RJ: Linha Verde registrou mais de 2,2 mil denúncias sobre maus tratos contra animais só este ano

Ao longo de 2016, o Linha Verde recebeu 2.366 denúncias de maus tratos contra animais. Este ano, até o fim de agosto, 2.234 casos foram registrados.

427
Cartaz pede que a população denuncie casos de maus tratos contra animais (Foto: Reprodução/ Linha Verde)
Cartaz pede que a população denuncie casos de maus tratos contra animais (Foto: Reprodução/ Linha Verde)

O número de denúncias sobre maus-tratos contra animais registrados no Linha Verde, serviço voltado ao atendimento de crimes ambientais e contra a fauna do Disque Denúncia, registrou até o mês de agosto deste ano quase os mesmos números registrados ao longo de todo o ano passado. Ao longo de 2016, o Linha Verde recebeu 2.366 denúncias de maus-tratos contra animais. Este ano, até o fim de agosto, 2.234 casos foram registrados.

Depois da denúncia de maus-tratos contra gatos na região do Maracanã, na Zona Norte do Rio, o Disque Denúncia pede que a população denuncie maus-tratos contra animais e irregularidades ambientais em todo o Estado do Rio de Janeiro para o serviço Linha Verde.

As denúncias podem ser feitas por meio do aplicativo do Disque Denúncia disponível para Android e iOS, permitindo o anexo de fotos e vídeos, além dos números de telefone 0300 253 1177, no interior, com o custo de uma ligação local, e 2253-1177, na capital. As denúncias podem ser feitas de maneira anônima.

Cartaz pede denúncias sobre maus-tratos contra animais. (Foto: Reprodução/ Linha Verde)
Cartaz pede denúncias sobre maus-tratos contra animais. (Foto: Reprodução/ Linha Verde)

Entenda o caso

Gatos têm sido encontrados mortos no entorno do estádio do Maracanã, na Zona Norte do Rio. Muitos têm marcas de espancamento. Um dos casos mais brutais foi de uma gata encontrada morta e com sinais de tortura. O animal foi encontrado sem os olhos, sem a língua e sem os órgãos do corpo.

Alguns artistas começaram uma campanha nas redes sociais pedindo o fim dessa violência e postaram fotos com a hashtag “SOS Gatos Maracanã”. Entre os atores que se manifestaram contra a crueldade contra os animais estão: Heloísa Périssé, Evandro Mesquita e Betty Goffmann. “Tem um monstro matando de forma cruel os gatos do Maracanã”, criticou Heloisa.

“Recebemos uma ligação de uma pessoa desesperada dizendo que tinha um gatinho morto na direção do portão 5, por trás da grade, dentro das imediações do complexo do Maracanã. Não tinha como pegar, porque eles não permitem o acesso. Tivemos que improvisar um equipamento meio que para ‘pescar’ o corpinho para levar para necropsia”, explicou Cristiane Neri, do Centro de Reabilitação Pata Amiga.

A punição para o crime de maus-tratos aos animais é branda. “É considerado crime de pequeno potencial ofensivo e permite transação penal, então, ele não dá prisão. Enquanto não der prisão, a gente vai ter que conviver com esse tipo de crime, pois reina a impunidade”, afirmou Cristiane.

A concessionária Maracanã disse que não é responsável por toda a área do complexo, apenas pelo estádio mas que, de qualquer maneira, não registraram nenhum ato de violência contra gatos na área de responsabilidade deles e vão apurar todas as denúncias.

Evandro Mesquita usou as redes sociais para protestar contra as mortes dos animais do Maracanã (Foto: Reprodução / TV Globo)
Evandro Mesquita usou as redes sociais para protestar contra as mortes dos animais do Maracanã (Foto: Reprodução / TV Globo)
Mesmo com chuva, gato é visto na área interna do complexo do Maracanã (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)
Mesmo com chuva, gato é visto na área interna do complexo do Maracanã (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.