Queima de fogos é tradicionalmente realizada em datas comemorativas. (Foto: Carolina Holland/G1)

São João vai ter fogos de artifício silenciosos em Cabedelo, PB

A festa de São João e São Pedro de Cabedelo, na Grande João Pessoa, vai utilizar apenas fogos de artifício silenciosos, segundo informações divulgadas pela Prefeitura nesta terça-feira (12). A medida visa demonstrar respeito a crianças e idosos, além de evitar danos aos animais, sensíveis aos barulhos causados pela queima. A programação vai acontecer de 23 a 29 de junho.

De acordo com o prefeito interino do município, Vitor Hugo, o evento vai ocorrer em um local próximo ao Hospital Municipal, o que também causou uma preocupação em relação aos pacientes. “A queima silenciosa não tirará a beleza e o encanto da festa. Apenas democratizará esse momento, sem estressar ou causar danos a ninguém”, explicou.

Cantor Ranniery Gomes será atração do dia 29 de junho, na festa de São João e São Pedro de Cabedelo. (Foto: Dani Fechine/G1)

Ao contrário dos fogos tradicionais, os silenciosos queimam gradativamente, sem uma grande explosão, o que reduz a intensidade dos barulhos, mas preserva os efeitos visuais.
A programação principal da festa vai acontecer na Praça Getúlio Vargas, no Centro, e contará com shows gratuitos de Ranniery Gomes, Banda Encantu’s, Luciene Melo e Alberto Bakana, além de quadrilhas, feira de artesanato e cirandas. Entretanto, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Cabedelo informou que a data para a realização da queima de fogos ainda deve ser divulgada.

Os bairros de Intermares, Jacaré, Jardim Manguinhos e Renascer vão receber eventos de médio porte. Um dos objetivos é valorizar o movimento cultural do município.

Código de Direito animal

Código de Direito e Bem-estar animal da Paraíba foi sancionado com vetos pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), neste sábado (9), e proíbe a caça, seja amadora ou profissional, além de espetáculos e circos com uso de animais. A legislação prevê multas por maus tratos aos animais, além das sanções cíveis e penais.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *