Cerca de 40 animais vivem no parque atualmente (Foto: Bárbara Lopes / Agência O Globo)

Sequestro de filhotes de ganso revolta frequentadores do Parque Guinle, em Laranjeiras, no Rio

Frequentadores do Parque Guinle, em Laranjeiras, estão revoltados depois que dois filhotes de ganso, com cerca de 40 dias de vida, foram sequestrados do local. Os animais faziam parte de um grupo de outros 45 animais que são cuidados pelo grupo de voluntários Abraça Aves, fundado em 2002 pela aposentada Nedina Levy. Em função do ocorrido, eles discutem agora plano para a instalação de um sistema de câmeras de vigilância. O objetivo é tentar inibir a ação dos bandidos.

— Será uma das nossas próximas ações — afirma Nedina.

Segundo ela, os filhotes foram levados durante o dia. A aposentada afirma ainda que frequentadores do parque perceberam a ausência dos bichos ao verem os gansos gritando.

— Foi uma cena muito triste. Esses animais são parte do parque. São criados soltos, mas com acompanhamento de veterinários, e alimentados com rações próprias. Tudo é pago pelos voluntários — conta Nedina.

Ela diz que o grupo decidiu não registrar boletim de ocorrência na delegacia por não acreditar que seria feita uma investigação para solucionar a situação.

— Não foi a primeira vez que roubaram nossos animais. Houve casos há alguns anos e prestamos queixa, mas não tivemos retorno — afirma a voluntária.

Por Gabriel Menezes

Fonte: O Globo

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.