Singapurense é preso por jogar gata do décimo andar

986
Singapurense é preso por jogar gata do décimo andar
Imagem ilustrativa. Condenado a quatro meses e meio de prisão por maus-tratos, o homem teria jogado a gata do aparamento quando ela tentou escapar dele ll Pexels

O tribunal de Singapura condenou no dia 13 de março a quatro meses e meio de prisão um homem de 23 anos acusado de ter jogado uma gata do décimo andar de um edifício.

No dia 26 de março, Fajar Ashraf bin Fajar Ali atraiu a gata com um pouco de comida e a levou para seu apartamento. Ele brincou um pouco com o animal, porém quando ela tentou escapar, ele a agarrou e a jogou pela janela, segundo o tribunal.

Durante o julgamento, o acusado disse sentir-se frustado porque, em geral, os gatos não se aproximam dele.

Ao comprovar que a gata seguia viva depois da queda do décimo andar, o individuo a jogou várias vezes contra o chão.

O advogado de defesa, Amarjit Singh Sidhu, declarou perante o tribunal que seu cliente “era plenamente consciente da natureza e da consequência do seu ato” e que se sentia “envergonhado por ter provacado este inconveniente à família”.

O tribunal o condenou por crueldade aos animais e seu presidente afirmou que era necessária uma pena para evitar que tais atos se repetissem.

Tradução de Alejandra Mendoza 

Fonte: El Comercio 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.