Suspeito de matar égua com facada após ficar com raiva da mulher é preso pela Polícia Civil em Arapoema, TO

Suspeito de matar égua com facada após ficar com raiva da mulher é preso pela Polícia Civil em Arapoema, TO

Foi preso na manhã desta quinta-feira (24), em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, o jovem Bruno Thiago Dutra, de 19 anos. Segundo a Polícia Civil, ele é o principal suspeito de ter esfaqueado e matado uma égua em Arapoema, norte do Tocantins, no último fim de semana. As investigações apontaram que ele queria matar a própria companheira, mas como não encontrou a jovem resolveu atacar a égua que pastava próximo ao local.

O crime aconteceu no último domingo (20) e causou grande repercussão na cidade depois que um vídeo mostrava o filhote tentando mamar na égua morta.

As investigações apontaram que o suspeito discutiu com companheira, uma adolescente de 16 anos, e ameaçou matá-la. A menina fugiu de casa e se escondeu.

Depois disso, o suspeito foi até a casa da mãe da adolescente com uma faca na cintura. Como não encontrou a companheira resolveu atacar uma égua que pastava com o filhote próximo ao local. O animal ficou com a faca cravada nas costelas e morreu um dia depois.

O dono da égua contou à polícia que utilizava o animal para puxar leite da zona rural há 15 anos, sendo que a égua tinha 20 anos de idade e pariu o filhote há 15 dias.

A Polícia Civil informou que o suspeito estava escondido em uma fazenda próximo de Pau D’Arco.

Segundo o delegado Marco Aurélio, responsável pelas investigações, Bruno Thiago Dutra vai responder por violência doméstica contra a companheira, dano qualificado e maus-tratos a animais com resultado morte.

Animal foi morto com uma facada e moradores ficaram chocados — Foto: Divulgação

Fonte: G1

Filhote tenta mamar em égua que foi esfaqueada em Arapoema, TO; vídeo

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.