Suspeito de promover rinhas de galo é preso e multado em R$ 62 mil em MT

Polícia apreendeu 21 galos dentro da casa do suspeito, em Várzea Grande. Um dos animais estava machucado e o suspeito deve responder por maus-tratos.

196
Galos que eram mantidos para participarem de rinhas foram apreendidos pela polícia (Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação)
Galos que eram mantidos para participarem de rinhas foram apreendidos pela polícia (Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação)

Um homem foi preso nesta segunda-feira (18) e multado em R$ 62 mil por realizar rinhas de galo dentro da casa dele, no Bairro Nossa Senhora Aparecida, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Segundo a Polícia Militar de Proteção Ambiental, o suspeito promovia a atividade clandestina mensalmente, em uma área coberta nos fundos da residência.

O G1 não localizou a defesa do suspeito. À polícia, ele confirmou ser proprietário do local e afirmou ser responsável pelos animais que participavam das rinhas.

Polícia encontrou gaiolas dentro da residência onde rinhas aconteciam, em Várzea Grande (Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação)
Polícia encontrou gaiolas dentro da residência onde rinhas aconteciam, em Várzea Grande (Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação)

A polícia encontrou o local após receber uma denúncia anônima. No local, os policiais encontraram um galo que tinha a cabeça ensanguentada e com sinais de ter passado por uma briga recentemente. Além do animal ferido, foram apreendidos outros 20 galos, uma arena e gaiolas de madeira.

Conforme informações obtidas no local, a rinha acontece uma vez por mês e a aposta é feita em moeda corrente.

O suspeito foi autuado e deve responder por crime de maus-tratos. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.