Foto: Laboratório de Ecologia e Conservação / UFPR

Tartaruga-cabeçuda faz desova em praia paranaense

O primeiro registro de desova feito por uma tartaruga-cabeçuda no Litoral do Paraná foi realizado neste domingo (28) pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) do Centro de Estudos do Mar. Ao todo, 131 ovos estão sendo monitorados pela equipe da Universidade Federal do Paraná.

A desova aconteceu no balneário Carmery, em Pontal do Paraná. A situação é rara no Paraná, pois, de acordo com o LEC, os principais sítios de desova estão na região Nordeste, principalmente na Bahia, entre dezembro e março.

Os estudiosos estudaram a movimentação da tartaruga antes da desova. De acordo com eles, o animal “caminhou” pela areia, passou por poças e raízes de restinga e montou uma espécie de cama onde depositou os ovos. Em seguida a tartaruga voltou para o mar.

O ninho foi removido do local inicial, pois a areia no ponto em que foi montado é mais fina do que os locais onde os animais costumam desovar. Além disso, a área está encharcada por causa das chuvas. “A mudança dos ovos para uma área em melhores condições dará mais chance para que estes se desenvolvam”, divulgou o Laboratório, que aguarda novas desovas.

Animais na praia

Caso algum morador ou veranista encontre animais marinhos encalhado ou debilitado na praia, o Centro de Estudos do Mar pede que o caso seja notificado pelo telefone 📞0800-642-3341.

Por Carolina Gabardo Belo

Fonte: Massa News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.