Três golfinhos morrem encalhados no litoral piauiense este ano

A recomendação para quem encontrar animais, como esse encalhado, é chamar os órgãos de proteção.

180
Três golfinhos morrem encalhados no litoral piauiense este ano
Foto/Reprodução

Pelo menos três golfinhos morreram no litoral do Piauí este ano. Dois deles, nos meses de março e abril, ainda estavam vivos ao serem encontrados encalhados na praia, mas não resistiram e morreram.  O terceiro já estava morto ao ser visto por Rose Mary Saraiva e sua família, na praia de Atalaia, no município de Luís Correia, na região Norte do Estado.

“Nós percebemos que havia alguma coisa estranha por causa da movimentação dos urubus. Quando fomos verificar, vimos que era um golfinho morto. O animal não tinha nenhum sinal de agressão, por isso, acreditamos que ele tenha encalhado na praia e, sem ajuda para voltar ao mar, morreu”, conta. O fato aconteceu na sexta-feira, dia 21 de julho. Segundo Rose Mary, após dois dias, o corpo do animal ainda estava na praia.

No dia 16 de março, um golfinho, de gênero Stenella, mais encontrado em oceanos, foi visto encalhado na praia do Arrombado, em Luís Correia. Na ocasião, os turistas acionaram a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), mas ao chegar no local, já encontrou o golfinho sem vida.  Pela estatura, o golfinho ainda era um filhote e apresentava ferimentos.

No mês de abril, um segundo golfinho morreu após encalhar nas praias de Luís Correia. O animal, conhecido como cabeça-de-melão, da espécie Peponocephala Electra, foi encontrado por banhistas na Praia do Coqueiro e chegou a ser levado por profissionais do Instituto Tartarugas do Delta para uma área de piscina natural, onde recebeu alimentação e a aplicação de antibióticos e vermifugação. Apesar do socorro, ele não resistiu e veio a óbito.

Major Antônio Pacífico de Castro, da Ciptur, explica que o litoral do Piauí não se caracteriza por ser um habitat natural de golfinhos e não se sabe exatamente por que eles se aproximam das praias.  O fato é que o encalhamento dos animais na areia é causa mais provável das mortes.  “Por isso, nos orientamos ao turistas que, ao encontrarem um golfinho encalhado, chamem os órgãos de proteção ao meio ambiente para fazer o resgate e joguem água sobre os golfinhos, pois a pele do animal é bastante sensível e pode ficar ferida devido ao ressecamento”, explica.

A bióloga Letícia Mascarenhas explica que é comum a presença de golfinhos no litoral. “Mas, em geral, eles ficam longe da praia, e apenas estão de passagem por aqui.  As espécies mais comum são o boto-cinza, o golfinho nariz de garrafa e o de dentes rugosos.  No caso do encalhamento, o que pode ocorrer é eles se perderem do cardume quando a maré sobe. Ai, ficam presos na areia e morrem quando não são socorridos rapidamente”, explica.

O major Antônio Pacífico acrescenta que outros animais também são encontrados encalhados nas praias no Piauí, como por exemplo, o peixe-boi, que mais na localidade Cajueiro da Praia.  “Também temos as tartarugas que são bastante encontradas nas praias de Maramar e Coqueiro”, diz.

Por Mariana Viana

Fonte: Capital Teresina

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.