Trio suspeito de caçar animais é preso com espingardas no Cariri paraibano

Segundo a PM, homens estariam entre os caçadores que vêm atuando na caça de arribaçãs, tatus e preás na região.

117
Espingardas foram apreendidas. (Foto: Divulgação)
Espingardas foram apreendidas. (Foto: Divulgação)

Três homens suspeitos de serem caçadores de animais foram presos pela Polícia Ambiental em operação ocorrida nesse domingo (17) em operação no Cariri paraibano. Com os homens, a polícia apreendeu seis espingardas (sendo uma de calibre 32, uma de calibre 28 e quatro de calibres indefinidos).

Segundo o major Lucas, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental, os suspeitos estariam entre os caçadores que vêm atuando na caça de arribaçãs, tatus e preás na região. A prática é ilegal e Lei dos Crimes Ambientais prevê multa de R$ 500 por animal abatido e pena de seis meses a um ano de reclusão.

Porém, como não foi encontrado nenhum animal com os suspeitos, eles foram autuados apenas por posse ilegal de armas de fogo.

Fonte: Portal Correio

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.