Troca de animais por objetos na internet é alvo da ASPA, em Santana do Livramento, RS

Troca de animais por objetos na internet é alvo da ASPA, em Santana do Livramento, RS

Nas últimas semanas, os voluntários da ASPA tem batido na mesma tecla dentro do assunto proteção aos animais, no que diz respeito ao comércio dos mesmos nas redes sociais onde prints tirados pelos voluntários em grupos de brick na internet mostra a situação que uma pessoa tem um cão da raça São Bernardo e quer vender ele, por R$1.000, pois não tem mais tempo para cuidar. Além desta postagem, outra, uma pessoa diz ter um celular smartphone por um cachorro de raça grande ou pequena, de preferência Chow Chow.

Sempre valorizando a adoção ou mesmo gestos que não resultem na barganha de animais, a ASPA diz seguir na caça de ações como está que segundo eles, desrespeitam a vida, pois informam os voluntários algo que todos já devem ter conhecimento, “animais respiram, tem coração, sentimentos, frio, fome como qualquer ser vivo. Muito fácil fica chocado com histórias de animais atropelados, machucados… e ser conivente com ações como essa nas redes sociais.”.

Confira abaixo a postagem da ASPA em sua rede social

ANIMAIS SEMPRE SOFREM PELA GANÂNCIA DO SER HUMANO

Essa primeira postagem, de uma moça querendo trocar um celular por uma cadela de raça, foi feita no dia 07 de maio deste ano.

Não bastasse o absurdo de tratar os animais como meros objetos, hoje, dia 20 de maio, anuncia a venda de um de seus animais já adultos, alegando falta de tempo para cuidar.

Será que esse lindo menino já não dá mais lucro?

Vamos nos unir contra esses abusos.

ELES NÃO SÃO OBJETOS.

LUTEMOS PELA POSSE RESPONSÁVEL!

Por Ralph Quevedo

Fonte: Sentinela 24H

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.