Tutor corta as orelhas de filhote até o couro. Mas seu choro é tão alto que ela decide intervir

12918
Cachorro tem orelhas cortadas e é resgatado (Fotos: Reprodução)
Cachorro tem orelhas cortadas e é resgatado (Fotos: Reprodução)

Por que alguém cortaria fora as orelhas de um cachorro? Essa é a pergunta que Rocky, um cachorrinho ainda filhote, com apenas três meses, se faz todos os dias.

Pois é. O pequeno realmente passou por muitos traumas e teria sofrido ainda mais se um morador de Oklahoma (EUA) não tivesse ouvido seus choros. Quando Christy Lewis a pegou, percebeu o que haviam feito em sua orelha: cortado-a no couro cabeludo. Felizmente, a Animal Welfare a resgatou e o levou para o veterinário.

OKC Animal Welfare is looking for the person who intentionally cut off this sweet puppy's ears. Rocky is happy and…

Publicado por Caroline Vandergriff em Segunda, 27 de novembro de 2017

Não demorou até que ele achasse um lugarzinho novo para viver. Uma repórter chamada Caroline Vandergriff chegou a conhecê-lo e postou um vídeo para falar de sua situação.

“Apesar de alguém ter cortado as orelhas de Rocky intencionalmente na semana passada, ele é um adorável e divertido filhote de três meses”, disse. Ainda no vídeo, ela pergunta a ele se ele está sentindo dor. Apesar de saber que o pobrezinho estava tomando remédios e antibióticos, estava claro que o cachorrinho ainda estava dolorido.

ears cut off puppy

This poor puppy had his ears cut completely off! It hurts to look at his injuries, but I'm encouraged to know he's healing well and will likely find a wonderful new home. Now let's hope they find the person who did this.

Publicado por Wendy Suares em Segunda, 27 de novembro de 2017

Rapidamente, as pessoas começaram a questionar a ação de quem cometeu o ano, a qual não foi identificada ainda pela polícia. Não é a primeira vez que isso acontece. Inclusive, tem pessoas mutilando animais para que eles pareçam de raça.

Fonte: Liftable / Best of Web


Nota do Olhar Animal: O corte de orelhas por questões estéticas é proibido desde 1934 pelo Decreto-Lei nº 24.114.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.