Tutora de animal solto na estrada é autuada pela PRF em Sergipe

Caminhão boiadeiro recolheu animal na BR-101.

162

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi registrado na segunda-feira (24), contra uma mulher que se apresentou como tutora de uma vaca apreendida no último fim de semana pela equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com a PRF, animais soltos às margens da pista representam um perigo aos condutores que podem ser surpreendidos e se envolver em acidentes graves. O caminhão boiadeiro recolheu a vaca no Km 93 da BR-101, em Nossa Senhora do Socorro (SE).

“A responsável pelo animal foi enquadrada por deixar em liberdade ou não guardar, com a devida cautela, animal perigoso e expor a perigo a segurança alheia. Foi confeccionado TCO e a infratora passará a responder processo legal”, explicou a PRF.

Perigo

Em 2016, foram recolhidos 4345 animais nas rodovias federais. Os tipos mais comuns são cavalos, jumentos e bois. Os municípios onde é mais recorrente a apreensão de animais na pista são: Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Laranjeiras e Itabaiana.

No ano passado foram registrados 33 acidentes nessas condições com 23 feridos e nenhuma morte. Em 2015, 43 acidentes deixaram 28 feridos e dois mortos.

As pessoas que virem animais soltos na pista podem acionar a PRF nas unidades operacionais ou através do telefone de emergência 191.

Os animais são levados aos currais de prefeituras conveniados com a PRF. Quando o proprietário do animal é identificado, é formalizado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e o caso é encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE). O responsável vai responder pelos crimes de abandono do animal e por colocar em risco a integridade física de pessoas e do próprio animal.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.