Vamos fazer da Califórnia o primeiro estado dos EUA a proibir a venda de cosméticos testados em animais!

489
Foto: David Goehring/Flickr
Foto: David Goehring/Flickr

O processo de testar cosméticos em animais tem provado ser profundamente falho. Existem agora alternativas aos testes em animais que são humanas e não baseadas em experiências com criaturas vivas, como trabalhar com culturas de células da pele humana. Infelizmente, esses fatos ainda não tornaram os testes em animais completamente obsoletos. Quase 40 países já proibiram os testes de cosméticos em animais, o que é uma grande vitória para o tratamento progressivo e humanitário dos animais. Os Estados Unidos, no entanto, ainda não está entre esses países.

A Humane Cosmetics Act, uma lei proposta para tentar mudar isso, foi paralisada no Congresso várias vezes. Enquanto isso, a Califórnia decidiu resolver o assunto em nível estadual, liderando o caminho na promulgação de leis que protegem os animais dos testes. Em 2000, a Califórnia tornou-se o primeiro estado a proibir testes de cosméticos em animais quando métodos alternativos estivessem disponíveis. Em 2014, aprovou a Resolução de Cosméticos Sem Crueldade, um projeto de lei que pede que o Congresso proíba testes em animais para cosméticos e elimine gradualmente os cosméticos que foram testados em animais.

Agora, a Califórnia pode ir ainda mais longe e se tornar o primeiro estado a proibir por completo a venda de cosméticos testados em animais. A Lei de Cosméticos Sem Crueldade da Califórnia (SB 1249), introduzida pela Senadora Cathleen Galigiana, “tornaria ilegal para qualquer fabricante de cosméticos importar ou vender conscientemente qualquer cosmético na Califórnia, incluindo produtos de higiene pessoal como desodorante, xampu ou condicionador, se o produto final ou qualquer componente do produto tivesse sido testado em animais após 1º de janeiro de 2020”.

O projeto de lei é patrocinado pela Social Compassion in Legislation (SCIL) e pelo Physicians Committee for Responsible Medicine (PCRM), além de ser apoiado pela Cruelty Free International e pela Lush Cosmetics.

“A Lei de Cosméticos Sem Crueldade da Califórnia salvaria milhares de vidas de animais a cada ano, ao mesmo tempo em que tornaria os cosméticos mais seguros para os humanos”, disse Judie Mancuso, fundadora e presidente da SCIL. “Esta política foi testada e comprovada quando a União Europeia implementou uma lei semelhante há cinco anos e o céu não caiu. Os animais foram salvos enquanto as empresas prosperaram e cresceram sem crueldade como parte de seu modelo de negócios.”

Se for aprovada, a Lei de Cosméticos sem Crueldade da Califórnia se tornará um projeto histórico que mudará a realidade de incontáveis animais inocentes, incluindo cães, macacos, coelhos e ratos, animais que agora sofrem apesar do fato de que temos métodos de testes de cosméticos melhores, mais confiáveis e mais tecnologicamente avançados à nossa disposição.

Clique aqui para expressar seu apoio ao projeto de lei e assinar a petição que pede aos legisladores da Califórnia que aprovem a Lei de Cosméticos sem Crueldade da Califórnia!

ASSINE A PETIÇÃO!

Por Aleksandra Pajda / Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.