Veja como é por dentro de uma operação de criação e abate de cães. Vamos ajudar a dar uma vida nova aos cães salvos

Veja como é por dentro de uma operação de criação e abate de cães. Vamos ajudar a dar uma vida nova aos cães salvos

À medida que a temporada de verão de Bok Nal se aproxima na Coreia do Sul, as organizações de resgate lutam para salvar o máximo de cães (e gatos) possível. A temporada que vai de meados de julho a meados de agosto deste ano é a época do ano em que o consumo de carne de cachorro alcança um recorde histórico nesse país.

A Humane Society International (HSI) ajudou recentemente a transição de um criador de carne de cachorro para produtor de salsa, o que salvou 50 cães de um abate brutal. Outras organizações de resgate, mesmo as dos EUA, também fazem sua parte para transformar a vida dessas vítimas inocentes. Há pouco tempo, a New York Bully Crew  (NYBC) foi contatada depois que descobriu-se uma operação de criação e abate de cães que abrigava mais de 100 cães.

A organização de resgate se comprometeu a cuidar de quinze desses cães que viviam em condições de partir o coração. Como se pode ver nas imagens de vídeo, mesmo antes de se submeter esses cães a torturas bárbaras para serem comidos, eles sofrem em “fazendas” repugnantes, imundas e insalubres como esta. Entre filhotes, bebês que mamam, cães doentes e gatos, há inúmeros animais que precisam de cuidados. Enquanto organizações como a HSI trabalham no local, grupos de resgate como o New York Bully Crew dão aos cães um lugar seguro para se recuperar e, em algum momento, serem adotados. Como você pode imaginar, antes que esses cães possam ser adotados, precisam receber muitos cuidados veterinários. É aqui que amantes de animais como você podem se envolver e ajudar a transformar a vida desses animais inocentes.

A NYBC informa que o tratamento veterinário e o transporte de cada cão vão custar de US$ 1.000 a US$ 1.200. Alguns dos cães são portadores da dirofilariose, cujo tratamento custará cerca de US$ 1.500 por cão. Mas não se esqueça, isso tudo antes de incluir o custo da passagem aérea para levá-los para os EUA. E é claro, mesmo depois de serem resgatados, esses cães ainda têm um longo caminho para a recuperação, mas todos nós podemos fazer a nossa parte para tornar a estrada um pouco mais suave, um pouco mais confortável e um pouco menos assustadora.

Para fazer uma doação para a New York Bully Crew e ajudar as vítimas do comércio de carne de cachorro, clique aqui.

Emergency Farm Rescue!

Consider Donating Here: https://goo.gl/zcG5JDJust as we we confirmed the liberation of all animals of the farm in South Korea, we were notified that there was an emergency! A breeding and slaughter location was uncovered! Local rescuers, including our colleague, were made aware of a man breeding, selling off puppies and then selling the older or weak dogs to slaughter. Rescuers rushed the location, uncovering 100+ dogs, adults nursing babies, litters of puppies, sick dogs, and cats and kittens. The owner surrendered all animals as he is now facing investigation and charges.As shown in the video, the conditions are deplorable. NYBC has committed to 15 of the rescued dogs as the local rescues were able to take the small breed dogs and puppies. All dogs have been separated by gender and are now being treated at the hospital. Some dogs are in very poor condition.**Please note that we were sent video documentation of the alleged actions. The content in the videos is too disturbing to publicize. The barbaric behavior is horrific and we cannot knowingly turn our backs on animals that are in need of emergency refuge.Please email nybccontact@gmail.com for info, details or to offer your assistance.It will cost approximately $1000-$1200 to get each dog medical care and initial boarding. Some of the dogs are positive for heartworm and it will cost about $1500 per dog for heartworm treatment.That is prior to airfare once safe and cleared for adoption.@thedodo posted an article about meat festivals and the barbaric traditions.

Publicado por New York Bully Crew em Quinta-feira, 14 de junho de 2018

Por Nadine Rich / Tradução de Maria Leticia Guerra Machado Coelho

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.