Vereador denuncia irregularidades no Zoológico de Goiânia (GO) e pede transformação do local em parque temático

Vereador denuncia irregularidades no Zoológico de Goiânia (GO) e pede transformação do local em parque temático

O vereador Zander Fábio defendeu o projeto de transformação gradativa do Zoológico de Goiânia em um parque temático eletrônico. Pela proposta, os animais ficarão no zoológico até o falecimento natural, onde também funcionará um centro de pesquisa.

“Também propomos a proibição do adensamento naquela região do Zoológico porque ali é uma área de nascentes. Podemos fazer ali um parque temático, muitos zoológicos no mundo foram transformados em parques e centros de pesquisa com um grande aproveitamento e sem sofrimento animal”, explicou Zander.

O vereador que é contra o encarceramento animal defende a proposta de que o Zoológico de Goiânia seja transformado gradativamente em um Parque Temático Eletrônico com aulas e imagens dos animais. “Não é preciso ver um animal em sofrimento”, disse o parlamentar. A proposta dele é que os animais não sejam transferidos e que a mudança ocorra naturalmente após a morte natural dos animais que habitam o zoológico.

“Quero a extinção do zoológico uma vez que essa modalidade já está sendo adotadas em muitas cidades no mundo todo”, disse. O vereador ainda denunciou que filhotes de animais, como répteis, estariam sumindo do parque e poderiam estar sendo vendidos. Ele também cobrou explicações sobre doações de animais a particulares. “O zoológico hoje não tem anta, no entanto foi feita a doação de cinco antas a um criador particular”, explicou Zander.

O vereador questiona ainda mais transparência no gerenciamento de recursos e dá o exemplo da construção do poço dos hipopótamos, que não estaria funcionando e, segundo o parlamentar, custou cerca de quatro vezes o preço razoável.

O Jornal Opção entrou em contato com a Prefeitura, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Por Lívia Barbosa

Fonte: Jornal Opção

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.