Vereadora Tânia Larson fez a vistoria no Centro de Bem-estar Animal na manhã desta segunda-feria. (Foto Divulgação)

Vereadora de Joinville (SC) denuncia irregularidades no Centro de Bem-estar Animal

Pelo menos cinco cães que estavam no Centro de Bem-estar Animal de Joinville morreram nos últimos dias, após contraírem cinomose. Outros 14 animais do Centro já tiveram o diagnóstico confirmado e sete estão sob investigação. A denúncia de que há algo errado na unidade da Prefeitura de Joinville foi feita nas redes sociais, nesta segunda-feira (16), pela vereadora do Solidariedade, Tânia Larson.

A parlamentar acionou o departamento jurídico de seu gabinete e deve entrar com uma ação de improbidade administrativa contra a gestão do Centro de Bem-estar Animal. “É lamentável a situação em que se encontra nosso Centro. Na sexta-feira (13) estive lá e vi que haviam apenas dois sacos de 25kg de ração. Hoje, quando voltei, os sacos estavam vazios. Este surto já fez estragos no ano passado. Há meses venho chamando a atenção dos responsáveis de que há um grande número de cães com a doença no local”, conta a vereadora.

“O problema maior é que, devido ao surto, o Centro deveria estar fechado, em quarentena, mas continua a receber animais. Nos últimos dias, uma cadelinha prenha deu entrada no Centro. Hoje [segunda-feira] flagrei o animal trancado em uma casinha onde é guardado botijão de gás”, completa.

Vacinas

Outro problema apontado pela vereadora da causa animal é um grande lote de vacina V8 (pentavalente) que está para vencer. Vacina que é utilizada para imunizar cães contra a Cinomose e outras doenças. “Foi comprado um estoque gigantesco que está para vencer no fim do mês. Se estas vacinas não forem aplicadas terão de ser descartadas. Há mais de 400 doses vencendo”, diz.

Ela diz também que na semana passada recebeu uma denúncia, por meio de seu gabinete, de que que servidores da prefeitura estavam oferecendo as vacinas a amigos. “Estes medicamentos veterinários não podem ser distribuídos assim. Teria que ser feita uma chamada pública para uma ONG receber o material e fazer a doação. É preciso mais responsabilidade do Poder Público com o Centro de Bem-estar Animal de Joinville”, finaliza.

Veja a postagem da vereadora na íntegra

Vereadora usou sua página no Facebook para denúncia o caso à comunidade. ( Imagem Reprodução)

“Triste realidade do Cbea”

Pela manhã fiz uma triste fiscalização no Cbea (Centro de Bem-estar Animal). Quem ama e respeita ser vivo iria chorar e se revoltar com a situação do local. Estoque de ração zerado e animais sem alimentação, ração licitada acabou em março/2018. Local interditado, mas receberam na semana passada uma futura mãezinha colocada dentro de uma casinha de gás. Do surto de Cinomose morreram 5 dos 14 confirmados e 7 suspeitos do vírus. Fiscalizei o local junto com o meu assessor jurídico e entraremos com uma representação por improbidade administrativa. Também mais de 400 vacinas V8 vencendo final deste mês e tenho provas que estão oferecidas por terceiros para somente algumas pessoas, usando o dinheiro público e isso é crime, enquanto os do Cbea estão na fila da morte. Não se pode usar a estrutura e nem material público para benefício de outras pessoas sem ter tramites jurídicos registrados que comprove a saída na legalidade. Animais são seres sencientes e está bem claro na lei federal. Fiscalizar é nossa função e faremos sempre, porque é dinheiro público que deve ter respeito.

Contraponto: O que diz a Prefeitura de Joinville

A Prefeitura de Joinville informa que não há doação de vacinas, possivelmente próximo a data de vencimento, à revelia no Centro de Bem-estar Animal. Em relação ao abastecimento de ração, os animais estão recebendo alimentação normalmente. O Cbea continua interditado para o recebimento de outros animais devido a constatação de cães com Cinomose.

Saiba mais: Cinomose

Cinomose é uma doença altamente contagiosa provocada pelo vírus Canine Distemper Vírus ou Vírus da Cinomose Canina. Ela atinge cães, furões e alguns outros animais silvestres, mas não oferece risco a gatos. A prevenção é feita por meio de vacina.

Nos cachorros a Cinomose causa infecção aguda, febre bifásica, secreções nasal e ocular, anorexia, depressão, vômito, diarreia, respiratórias, hiperceratose do focinho e dos coxins plantares, mioclonia e sintomatologia neurológica entre outras.

Por Windson Prado

Fonte: OCP News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.