Vergonha! Centro de reabilitação de animais selvagens é fechado por falta de recursos em Anápolis, GO – Olhar Animal
Foto:Divulgação/CEVAS

Vergonha! Centro de reabilitação de animais selvagens é fechado por falta de recursos em Anápolis, GO

Local abriga bichos que foram vítimas de atropelamento e maus-tratos

Em Anápolis, o Centro Voluntário de Reabilitação de Animais Selvagens (CEVAS), que abriga várias espécies resgatadas pelo Corpo de Bombeiros, vítimas de atropelamento e de maus-tratos, fechou as portas por falta de recursos. O local criado em fevereiro de 2017 e mantido por voluntários, já chegou a receber 100 animais, mas hoje está praticamente vazio.

A veterinária Elisângela Sobreira, que é servidora pública municipal e idealizadora do centro, afirma que “o Ministério Público solicitou que a prefeitura entrasse em parceria” com o CEVAS, uma vez que é obrigação “dela fazer esse recebimento, tratamento e soltura (dos animais)”. Segundo a profissional, o trato previa que a gestão municipal doasse pelo menos medicamentos à instituição, mas o acordo não foi cumprido.

Através de nota, a prefeitura da cidade informou que não pode fazer esse tipo de convênio com abrigos, pois só pode atuar no combate a doenças transmitidas pelos animais.

Falta de recursos

Sem o apoio do poder público, o centro, que fica no setor de chácaras, próximo à BR-414, foi mantido por voluntários que cuidavam dos animais e buscavam por doações. No entanto, com o passar do tempo, as ajudas foram diminuindo e os gastos se tornaram maiores, fazendo com que o local não conseguisse mais abrigar os bichos.

Em alguns casos, animais morreram por falta de cuidados necessários. Outros foram devolvidos à natureza e os demais foram levados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, em Goiânia.

Elisângela afirma que a falta de investimentos do poder público na fauna silvestre não é novidade, uma vez que, vivemos em um país onde não há uma Política Nacional de Fauna. Desde sua inauguração, o CEVAS enfrenta problemas por falta de recursos.

Por Yana Maia 

Fonte: DM

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.