​Vídeo de filhote de golfinho em parque aquático mostra exatamente o que esses animais sentem sobre o cativeiro

​Vídeo de filhote de golfinho em parque aquático mostra exatamente o que esses animais sentem sobre o cativeiro

Golfinhos estão entre as espécies mais complexas e inteligentes do planeta. Eles são extremamente autoconscientes e possuem profundos vínculos sociais e emocionais com os membros de sua espécie. A ligação entre a mãe e o golfinho bebê é considerada uma das mais fortes que existem.

Além da beleza desses animais, eles também têm cérebros muito grandes e desenvolvidos que lhes permitem aprender e ajustar-se ao seu ambiente. Golfinhos até mesmo demonstram habilidade para imitar sons da fala humana. Mas apesar de toda essa inteligência dos golfinhos, os humanos ainda insistem em mantê-los em cativeiro nos parques aquáticos.

O vídeo acima mostra exatamente como tirar os golfinhos do seu habitat natural pode impactar essas espécies. O pequeno golfinho atualmente vive no Loro Parque na Espanha. Na descrição do Youtube, as pessoas que filmaram o animal disseram: “Nós observamos o filhote por dez minutos, depois de um show, até que pediram que nos retirássemos. Quando perguntamos aos treinadores por que o golfinho foi deixado sozinho por um longo período, em uma alta temperatura e sem nenhuma sombra, eles ficaram extremamente defensivos e até mesmo agressivos ao afirmar que o golfinho não estava sozinho. Não foi o que mostrou a nossa gravação. Depois disso, fomos levados para fora do parque pela segurança”.

Balançar-se de forma apática na superfície da água é um indício de alguma perturbação mental. O tédio e a frustração de viver em um tanque têm levado os golfinhos a exibir comportamentos estereotipados, como nadar em círculos de maneira repetitiva, estabelecer hierarquia e permanecer imóvel em uma superfície ou no chão do aquário por períodos relativamente longos. Há relatos de golfinhos que se batem contra as paredes do tanque. Em absoluto desespero, esses animais também podem, de forma consciente, parar de respirar e, assim, acabar com as suas vidas.

Depende de todos nós tomarmos uma posição em favor dessas lindas criaturas ao nos recusarmos a pagar pelo seu sofrimento. Você pode fazer a diferença para esses animais extremamente inteligentes, ao boicotar todos os parques e compartilhar vídeos como esse para conscientizar outras pessoas.

Por  Kate Good / Tradução de Daniela Costa de Lima

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.