141 animais são resgatados de fábrica de filhotes no Condado de Adair, EUA

141 animais são resgatados de fábrica de filhotes no Condado de Adair, EUA
Centenas de animais foram encontrados em uma suposta fábrica de filhotes no Condado de Adair, Kentucky. - Crédito: Guardians of Rescue

A organização Guardians of Rescue chamou as condições em que os animais viviam de “horríveis”. Ela descreveu uma propriedade infestada com ratos e muitos animais doentes.

Uma mulher do Kentucky enfrenta acusações de crueldade animal depois da descoberta de cerca de 300 animais, mortos e vivos, uma suposta fábrica de filhotes no Condado de Adair.

Um total de 141 animais foram apreendidos da propriedade pelo Xerife do Condado de Adair em 24 de março.

Debra Remmer, de 65 anos, enfrenta 141 acusações de crueldade animal no caso.

A Guardians of Rescue, uma organização sem fins lucrativos, dedicada à proteção e bem-estar dos animais, disse que recebeu o aviso de um agricultor que notou um cão em condição deplorável. A organização disse que a dica acabou levando-a até a propriedade no Condado de Adair, onde centenas de animais estavam presos em jaulas e viviam na sujeira.

O Xerife do Condado de Adair iniciou uma investigação sobre a suposta fábrica de filhotes e executou um mandado de busca na residência de Johnny Harvey Rd. com a ajuda dos Guardians of Rescue. O gabinete do xerife disse que encontrou causa provável para apreender 141 animais da propriedade, incluindo 132 cães e nove gatos.

A Guardians of Rescue chamou as condições onde os animais viviam de “horrível”. Descreveu uma propriedade infestada com ratos, jaulas enferrujadas fechadas, animais em espaços apertados, material fecal emaranhado na pele dos animais e muitos animais doentes na propriedade.

141 animais resgatados de uma suposta fábrica no Condado de Adair

“A menor sala do canil era provavelmente a pior. Nós abrimos a porta e, bem no centro do chão, havia um cão morto. Aquele cão poderia estar ali por vários dias. Era obviamente muito quente lá”, disse James Houchins da Guardians of Rescue no Kentucky.

“Nós levantamos as casas destes cães para ter certeza de que não há outros cães por baixo e nós encontramos diversos crânios de cães, costelas, ossos de patas”, disse outro voluntário, que atende por K.B.

Várias raças de cães de todos os tamanhos foram encontradas na propriedade. Muitas das cadelas estavam prenhes, e algumas estavam dando à luz durante a apreensão, de acordo com a Guardians of Rescue.

“Os únicos que tinham água, havia ratos flutuando nela. Outros não tinham qualquer água e eles tinham estado desse modo por diversos dias. Estes cães estavam severamente desidratados”, disse Houchins.

Na fábrica de filhotes, as pessoas “procriam estes cães de novo e de novo, e eles procriam para vendê-los”, explicou K.B.

Os animais foram socorridos pela Guardians of Rescue, que supervisionará seus cuidados até que eles possam ser eventualmente adotados por lares amorosos.

Por Heather Fountaine e Jackelyn Jorgensen / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte: WHAS 11 ABC

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.