2.100 porcos morrem sufocados devido à falha no sistema de ventilação das instalações

2.100 porcos morrem sufocados devido à falha no sistema de ventilação das instalações

2.100 porcos morreram sufocados em uma fazenda industrial em Maarheeze, na província de Brabante do Norte, na Holanda, quando um corte de energia impediu o suprimento de ar para dentro do galpão.

A agência holandesa de vigilância sanitária NVWA afirma que iniciou uma investigação sobre o incidente, notícia que se espalhou no quarto dia de temperatura extrema recorde na Holanda.

O fazendeiro Peter van der Linden relatou ao jornal Eindhovens Dagblad que o alarme em seu celular disparou na terça-feira (23) à noite. “Nós fomos imediatamente ver o que estava acontecendo, mas quando chegamos ao galpão, muitos porcos já estavam mortos. Eu vi muitos morrerem. Foi horrível, muito comovente”, disse ele.

Na quinta-feira, 4.000 frangos morreram em um aviário, em Limburgo, devido a problemas técnicos no sistema de ventilação. Esse incidente também está sendo investigado como mais um caso que envolve a morte de centenas de porcos na Holanda do Sul.

Transporte

Os defensores dos direitos dos animais também alertaram sobre a maneira como os animais são transportados para os matadouros sob temperaturas elevadas.

Na quinta-feira, a organização Animal Rights divulgou uma gravação em vídeo de porcos com falta de ar em um caminhão de transporte. Um porta-voz da NVWA disse que, aparentemente, nenhuma regra foi quebrada. No entanto, o Partido pelos Animais (Partij voor de Dieren) pediu ao ministro para investigar os problemas de ventilação que afetaram tantas fazendas e a maneira como os animais são transportados pelo país sob temperaturas tão elevadas.

Tradução de Renata Tepedino

Fonte: Dutch News


Nota do Olhar Animal: No Brasil é comum a morte de milhares de animais por falhas no sistema de exploração, muitas similares a esta que ocorreu na Holanda. São tragédias que seriam evitadas com o enfrentamento da questão principal, que é o consumo de produtos de origem animal, que viola o interesse mais básico de seres sencientes, que é o interesse em viver.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.