23 mil pintinhos morrem após serem abandonados em aeroporto da Espanha

23 mil pintinhos morrem após serem abandonados em aeroporto da Espanha
Filhotes foram abandonados em aeroporto de Madrid, na Espanha Foto: Reprodução/Policia Nacional

Um total de 23 mil pintinhos morreram após serem abandonados em caixas de papelão e madeira em Madrid, na Espanha. De acordo com a Polícia Nacional, 26 mil filhotes foram encontrados no terminal de cargas do aeroporto Adolfo Suárez no fim de semana. Na ocasião, seis mil já haviam morrido após três dias no frio e sem comida. O restante sofria de hipotermia e tentou sobreviver comendo os restos mortais de outras aves.

Em nota divulgada na quarta-feira, a polícia classificou as condições em que os animais viviam como “deploráveis”. Havia um forte odor dos filhotes já mortos, contribuindo para as péssimas condições de vida dos demais. A polícia disse que conseguiu salvar apenas três mil animais que foram levados para duas instituições de proteção. São elas: Salvando Peludos e Asociación para la Liberación y el Bienestar Animal (ALBA). Ambas iniciaram campanhas de doação de insumos para garantir o cuidados dos pintinhos.

A investigação sobre o caso já revelou que as caixas em que os filhotes eram transportados foram danificadas ​​pela chuva, e não puderam ser levadas para o destino final. A empresa responsável pelos animais teria contatado os responsáveis pelo embarque, que não atuaram para resolver o problema.

Um vídeo postado pela polícia mostra oficiais separando os filhotes sobreviventes e se preparando para transportá-los para um local seguro. Confira:

Fonte: Extra


Nota do Olhar Animal: A forma como os animais explorados para consumo são tratados são um terrível agravante em relação ao problema fundamental, que é o abate em si e a injustiça que ele representa ao abreviar a vida de um ser senciente.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.