300 pintinhos abandonados na Filadélfia conseguem a chance de viver vidas felizes que milhões de outros nunca têm

300 pintinhos abandonados na Filadélfia conseguem a chance de viver vidas felizes que milhões de outros nunca têm

A organização Pennsylvania SPCA (PSPCA) realizou o resgate de 300 pintinhos deixados em um lote vazio. Os pintinhos foram relatados como abandonados na região de Olney, Filadélfia (EUA), no início do dia 15 de setembro. As condições em que eles viviam não eram de forma alguma apropriadas, e as aves foram, felizmente, levadas embora. Agora, os filhotes estão recebendo os cuidados que lhes deveriam ter sido concedidos desde o início, e logo estarão à  procura de seus lares definitivos, algo que muitos pintinhos não conseguem experimentar.

O Departamento de Aplicação da Lei Humanitária da PSPCA recebeu várias ligações de pessoas preocupadas com a situação e encontrou centenas de filhotes ao chegar ao local.

Algumas horas depois, a pessoa responsável pelas aves chegou ao local também. Como se pôde ver, ele planejava assumir o lote e começar a criar frangos para revenda de alimentos, mas não havia contatado o dono da propriedade nem fornecido aos pintinhos as moradias, alimentação e fornecimento de água adequados.

“Lá, descobrimos que centenas de filhotes tinham sido deixados em um terreno baldio inadequado, em frente a um shopping center”, disse Nicole Wilson, Diretora de Aplicação da Lei Humanitária da PSPCA. “O proprietário admitiu ter filhotes havia dias e ter perdido muitos filhotes devido ao transporte e à moradia inadequada. O proprietário calculou que havia perdido mais de mil filhotes antes da descoberta das aves.”

Os oficiais da PSPCA resgataram os 300 pintinhos e os transportaram para seu lar temporário, a sede da organização na Avenida Erie.

Os animais receberão agora atendimento veterinário e, eventualmente, serão realocados em novos lares ou em grupos de resgate aprovados.

Os pintinhos tiveram a sorte de chamar a atenção de pessoas bondosas e serem resgatados a tempo das condições alarmantes em que eram mantidos. Agora, eles finalmente estão em boas mãos e continuarão a receber a ajuda que merecem. A PSPCA também pede a qualquer pessoa com informações sobre este caso ou qualquer outro caso que envolva crueldade contra animais que ligue para a Linha Direta de Crueldade da organização no (866) 601-SPCA, onde se pode deixar dicas de forma anônima.

Para saber mais sobre a PSPCA e apoiar seu trabalho, cique aqui.

Por Aleksandra Pajda / Tradução de Maria Leticia Guerra Machado Coelho

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.