A triste realidade dos animais abandonados em Dubai, cidade do luxo

A triste realidade dos animais abandonados em Dubai, cidade do luxo
A triste realidade dos animais abandonados em Dubai, cidade do luxo - Imagem: Divulgação Bing

Existem milhares de animais abandonados todos os anos no mundo . Uma realidade cruel e desumana que mantém os animais reféns do descaso. Portanto, hoje ( 27/03)  trouxemos uma matéria completa sobre a triste realidade que assola cães e gatos numa das maiores e mais ricas cidades do mundo: Dubai. Confira aqui no Blog Pets do Folha Go mais sobre os animais abandonados e a luta de um homem para salvá-los.

A triste realidade dos animais abandonados em Dubai, cidade do luxo – Imagem: CANVA

A triste realidade dos animais abandonados na cidade do luxo: Dubai

Cães e gatos abandonados em Dubai e em todo os Emirados Árabes são um realidade cruel. Uma das cidades mais luxuosas do mundo abriga um lado sombrio para os animais de rua.

A situação bastante complicada, piora desde o ano passado (2020). Desse modo, tanto por causa da pandemia da covid-19 como pela atitude das autoridades locais.

Sendo assim, muitas pessoas acabam acreditando em notícias falsas que os animais transmitem o novo corona vírus e por isso abandona seus animais de estimação.

Aliado a isso, as autoridades locais decidiram fazer uma limpeza das ruas para a Expor 2020 ( outubro de 2021 a março de 2022). Isso para mostrar a  eficiência, luxo e riqueza da cidade para o resto do mundo, não se importando com os animais. Eles são vistos como ameaça a saúde publica e devem ser contidos.

Dessa forma, esta limpeza é feita a custa da morte dos animais, que são sacrificados das piores  maneiras possíveis: envenenados ou  capturados e abandonados no deserto para morrer de fome e sem água. 

Algumas entidades, como a OIPA (Organização Internacional para Proteção Animal) por exemplo, defendem a todo custo que os animais de rua em Dubai sejam alvo das autoridades para uma solução que os preservem ao contrário de maltratar e até exterminar gatos e cachorros de maneira cruel.

A esperança: um homem que luta pelos animais

Fawaz Kanaan é um morador de Dubai desde de 1999 e luta para defender a vida dos animais abandonados | Imagem CANVA

Turistas e moradores locais de Dubai são proibidos de alimentar os animais abandonados. Além disso, não podem receber atendimento médico-veterinário e quem  faz isso pode receber multas e até mesmo ser preso.

Contudo, Fawaz Kanaan é um morador de Dubai desde de 1999 e luta para defender a vida dos animais abandonados, em especial os gatos. Sua jornada começou quando decidiu levar todos os animais que podia ao veterinário para tentar salvar cada um deles.

Ele diz que sente muita tristeza por ver os animais nessas condições, bem como o ódio por parte de alguns moradores que consideram os gatos como pragas. Além disso, ele afirma que as autoridades locais não querem gastar dinheiro com programas de proteção.

A luta continua

Fawaz diz: “A minha cidade mostra ao mundo a sua pior face. É uma terrível crueldade que nenhum animal merece . Dubai é uma terra muito rica e seria capaz de resolver eticamente a questão dos cães e gatos abandonados em apenas alguns segundos.”

Contudo, Fawaz  continua: “ Sempre precisamos de apoio e doações para comprar alimentos, medicamentos e para cobrir as infindáveis ​​contas do veterinário e cirurgias.

Dessa forma, Fawaz arrisca sua vida e a de um grupo de voluntários  para levar um pouco de comida, remédios e carinho aos animais abandonados. Sendo que os animais reconhece o grupo de pessoas que luta para salvá-los da crueldade e maldade humana.

Por fim, Fawaz conclui: “ Vou continuar a ajudar os animais, aconteça o que acontecer comigo. Ainda existem tantos animais abandonados e perdidos por aí!”

Mas infelizmente, essa situação de descaso e abandono acontece com muita frequência, e se você desejar ajudar de alguma forma, existe muitas maneiras para tal.

Acesse os sites de ONG’s tanto no Brasil quanto no exterior e conheça o que está sendo feito pela proteção de animais. O da OIPA é www.oip.org.

Por Daniela Marinho

Fonte: Folha GO

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.