MT Cuiaba abandonado cao doenca H

Abandonado pelo tutor, cão com doença grave é resgatado por ONG, em Cuiabá, MT

‘Salsicha Jack’ foi resgatado em rua de Cuiabá e começou tratamento. Em consequência da cinomose, cão desenvolveu atrofia muscular.

MT Cuiaba abandonado cao doenca

Um cão, da raça dachshund, portador de uma doença grave foi resgatado por uma ONG, em Cuiabá, após ter sido abandonado pelo tutor por ter contraído cinomose – uma doença grava que pode levar à morte. A doença causou, entre outras sequelas, a atrofia muscular. Por causa da doença, ‘Salsicha Jack’, como é chamado, não consegue se alimentar sozinho e está desnutrido.

O cachorro foi resgatado pela coordenadora da Organização de Proteção ao Animal (OPA-MT), Michele Scopel, após denúncias de vizinhos. “Ele tinha um tutor e foi abandonado na rua quando ficou doente. Agora, nós o resgatamos e estamos tentando fazê-lo viver”, contou.

‘Salsicha Jack’ tem apenas cinco quilos. No entanto, segundo a veterinária Andréia de Melo, pelo porte, ele já deveria ter o dobro de peso.

A desnutrição é reflexo da doença, que causou no cão uma atrofia muscular. “Ele teve uma sequela grave chamada trismo, que travou a boca dela. Por isso, ele não consegue se alimentar sozinho”, explicou Andréia.

Para conseguir ajudar o cão a se alimentar, a veterinária da ONG prepara uma comida especial. A ração comum é misturada em uma pasta e colocada na boca do animal para facilitar a ingestão.

“A gente percebe que ele está com fome, mas não consegue comer sozinho”, disse Michele Scopel. Para conseguir peso, ‘Salsicha Jack’ é alimentado três vezes ao dia.

MT Cuiaba abandonado cao doenca2

Durante o tratamento, o cachorro deve passar também por sessões de acupuntura e fisioterapia para destravar os músculos. “É um tratamento complicado e não tem uma garantia, mas a maioria dos bichos tratados se recuperou”, explicou a veterinária.

O tutor de ‘Salsicha Jack’ também abandonou uma cadela da mesma raça e que estava com cinomose. Ela não resistiu e morreu. Pelo abandono dos cães, a ONG deve acioná-lo na Justiça por posse irresponsável, já que não vacinou os animais contra a doença. “Um cachorro não é descartável. Ficou doente, joga fora”, declarou Michele.

Cinomose

Para detectar a doença, é preciso ficar atento a alguns sintomas da doença, como vômito, diarreia com sangue, desânimo, falta de apetite e emagrecimento.

Caso não seja diagnosticada, a doença pode levar à morte. Conforme a veterinária Andréia de Melo, o tratamento contra a doença deve ser feito logo que os primeiros sintomas forem notados, além dos cuidados para que o cão não tenha contato com outros animais.

“Hoje é possível encontrar esses procedimentos que viabilizam o tratamento das sequelas neuromusculares gratuitamente em Cuiabá”, explicou.

Fonte: G1

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.