Abandono de cães idosos em Campinas (SP) ganha redes sociais

Abandono de cães idosos em Campinas (SP) ganha redes sociais

O abandono de dois cães idosos, extremamente doentes e maltratados em Campinas, ganhou as redes sociais este mês: o do cocker George, de 12 anos, que teve o maxilar comido por bicheira, e o da vira-lata Maria Laura, de 14, que teve que ser sacrificada porque já não tinha mais chances de cura, devido a tantos tumores e sofrimento.

George foi abandonado pelo próprio tutor com um cheque de R$ 130,00 para ser eutanasiado e enterrado. Não conseguia comer, nem beber água, porque já não tinha mais maxila. Bichos a comeram depois que um tumor na boca, não tratado, infeccionou. Além desses problemas, é insuficiente renal. Foi resgatado pela ONG Anjos de Rua, que o internou no Hospital Veterinário Taquaral. Precisa de alimentação pastosa e específica, cuja lata custa R$ 21,90. Está tomando antibióticos e demais medicamentos.

“A nossa intenção é a de que ele se fortaleça o mais rápido possível, para poder sarar e depois ser submetido a uma cirurgia para reconstrução do maxilar”, afirma a engenheira civil Fernanda de Brito Lebre, que soube do caso pelo Facebook, se compadeceu do animal, e o está ajudando como pode, com doações.

“A recuperação dele é lenta, e a conta no hospital obviamente só cresce. Precisamos de muita ajuda”, informa. Fernanda visita George todos os dias, e aconselha quem quiser a fazer o mesmo. “Ele abana o rabinho. É muito carinho. Agora já está melhor. Mas, quando eu vi a primeira postagem no face, não dormi a noite inteira. Eu chorava. Como uma pessoa consegue viver 12 anos ao lado de um cachorro, e abandoná-lo na hora que o ele mais precisa?”, questiona.

A presidente da Anjos de Rua, Luiza Grande, conta que a ONG recebe cerca de dez pedidos de resgate por dia, sendo cinco, de casos graves. “Dependemos 100% de doação, e infelizmente não temos como ajudar todos eles”.

Quanto ao fato da maior parte das pessoas preferirem filhotes a cães adultos, a protetora também lamenta. “Elas nem se quer olham para os idosos nas feirinhas de adoção”.

O outro caso que ganhou as redes sociais, foi o da cachorrinha Maria Laura, cuja tutora se mudou para a Bolívia, deixando o animal aos cuidados de uma parente.

A pet foi resgatada por protetores independentes, entre as quais, Christina Lee Mac Fafden. Foi internada no Centro Médico Veterinário, mas teve que ser eutanasiada. Estava tomada de tumores no cérebro e na coluna. Já não conseguia andar, com a espinha paralisada por tantas lesões. Estava com pneumonia, insuficiência renal e sem chances de sobrevivência. Christina está fazendo uma rifa e vendendo bolsas para poder pagar a conta na clínica.

Auxílio

Quem quiser ajudar George deve contatar a ONG Anjos de Rua pelo e-mail: [email protected]

Já quem quiser ajudar Christina a pagar a conta do tratamento de Maria Laura deve contatar a protetora pelo WhatsApp: (19) 78054538

Fonte: Paulínia News 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.