MG contagem resgatecaes124 H

Ação resgata 13 cães ‘de raça’ vítimas de maus-tratos em Contagem, MG

Por Danilo Emerich

MG contagem resgatecaes123Treze cães de várias raças foram apreendidos na tarde desta sexta-feira (12), em um galpão no bairro Amazonas, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A denúncia era que os animais foram vítimas de maus-tratos por pelo menos dois meses e se encontravam em péssimas condições de saúde, no imóvel que estava destinado ao aluguel.

Conforme a denúncia, no galpão na rua Marajó, os animais eram privados até da luz do sol segundo a denúncia. Entre os cães havia dois filhotes da raça Maltês. Outras raças encontradas no local eram Pug, Shih Tzu, Schnauzer, Pinscher e Yorkshire. Eles apresentavam machucados, problemas de pele e alguns muito magros, possivelmente devido à desnutrição. Eles também não estavam vacinados.

O resgate dos cães foi realizado pela Prefeitura de Contagem, a Polícia Militar Ambiental e a Associação de Protetora dos Animais de Contagem (APAC). Segundo o fiscal ambiental Eric Alves Machado, que participou da ação, os cães foram encaminhados para uma clínica veterinária particular, onde passarão por exames e ser recuperados.

Está é a segunda ação de fiscalização no local. A primeira tinha sido realizada na última quarta-feira (10), para checar a denúncia. Desta vez, os cães foram apreendidos. O galpão também não tinha as documentações necessárias para locação.

Aos órgãos fiscalizadores, o dono do galpão, que não teve o nome divulgado, informou que adquiriu os animais há cerca de dois meses, já neste estado, e estava recuperando os bichos. Treze animais foram recolhidos e outros três, que estavam em boa saúde, foram deixados com o proprietário do local, mas deverão ser levados para outro lugar.

O dono do lugar foi autuado por crimes ambientais e uma denúncia será encaminhada ao Ministério Público para que ele responda criminalmente pelo caso. “Os animais podem ser colocados para adoção, como fiel depositário até terminar o processo jurídico. Há possibilidade até de retornar para esse antigo tutor, se ele provar que não houve crime”, afirmou o fiscal ambiental.

MG contagem resgatecaes124

Fonte: Hoje em Dia 

Nota do Olhar Animal:  A matéria não informa se o local era um criadouro comercial, mas a diversidade de raças sugere que sim. 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.