Acusada de brutal agressão a cadela é solta pela Justiça gerando protestos em frente a sua residência

Acusada de brutal agressão a cadela é solta pela Justiça gerando protestos em frente a sua residência
Créditos: Repórter Policial João Victor Lopes - Rádio Uirapuru

Nesta terça-feira (14), a mulher acusada desferir uma facada no pescoço de uma cadela, resultando em sérias lesões, foi liberada do Presídio Regional de Passo Fundo pela Justiça e agora responderá em prisão domiciliar, pelo crime. A decisão foi tomada pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Passo Fundo (RS), permitindo que a mulher, acusada das graves lesões à cadela “Killa”, cumpra sua pena em casa, sob regime aberto.

Na noite de ontem, após a soltura, vários moradores se reuniram em frente à residência, onde as agressões à cadela ocorreram. Os manifestantes expressaram indignação com palavras de protesto e gritos por justiça contra a autora das agressões. A Brigada Militar foi chamada duas vezes para intervir no local. A mulher foi conduzida à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para registrar as manifestações e ameaças que havia enfrentado.

Protesto nesse feriado:

Hoje, quarta-feira (15), às 15h30min, populares organizaram um protesto na Rua General Netto, no Centro de Passo Fundo, em frente ao Fórum, clamando por justiça e concentrando seus esforços na luta contra os maus-tratos a animais.

Killa está se recuperando no Hospital Veterinário da UPF:

Fonte: Rádio Uirapuru

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.