Acusados de queimar filhotes vivos dizem à polícia que animais os irritaram

Acusados de queimar filhotes vivos dizem à polícia que animais os irritaram

O grupo de adolescentes que queimou três filhotes de cachorro vivos em um fogueira teve que explicar a polícia indiana a motivação para o ato. Eles disseram os animais os irritaram e, por isso, foram jogados na fogueira. Todos foram levados para um centro de detenção. As informações são do site nyoooz.com.

O caso ocorreu no último sábado. Os adolescentes, com idades entre 13 e 14 anos, haviam se encontrado no cemitério da localidade de Hyderabad, na Índia, para passar o tempo e fizeram uma fogueira. Foi quando eles ouviram o latido dos cachorros.

“Eles costumavam perseguir pedestres na estrada e latir para as mulheres que visitam o cemitério para colocar flores aos túmulos”, disse um dos acusados à polícia.

Um dos jovens, então, teve a ideia de queimá-los e foi apoido pelo restante do grupo. A cena foi toda gravada por um deles e se espalhou nas redes sociais.

Depois que a ativista Shreya Paropkari procurou à polícia, que conseguiu identificar e localizar os suspeitos. Os menores foram detidos, apresentados à Câmara de Justiça Juvenil e depois levados para um centro de detenção.

Fonte: Extra

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.