Adema apura denúncias e resgata animais silvestre em Indiaroba, SE

Adema apura denúncias e resgata animais silvestre em Indiaroba, SE

A equipe da Administração Estadual de Meio Ambiente (Adema), em fiscalização conjunta com a prefeitura do município de Indiaroba, atendeu nessa terça-feira, 28, denúncias referentes à criação e abate de animais silvestres, atividade de carcinicultura irregular, desmatamento em Área de Preservação Permanente (APP) e rinha de galo.

“Inicialmente foram levantados 12 alvos dos quais 10 foram fiscalizados, em oito encontramos alguma irregularidade ambiental. Sendo quatro residências com criação irregular de pássaros silvestres sem as devidas autorizações. Foram fiscalizados ainda quatro empreendimentos de carcinicultura em desacordo com a legislação vigente, variando de instalar, operar sem Licenciamento Ambiental, até desmatar a vegetação nativa em Área de Proteção Permanente (APP), para construção dos viveiros, o que agrava a situação”, explicou o diretor presidente da Adema, Gilvan Dias.

Na ação, os fiscais ambientais do Governo do Estado foram a 11 viveiros de quatro proprietários diferentes e todos foram autuados e notificados a regularizarem a situação do empreendimento e as áreas embargadas até possível liberação. “Os que forem passíveis de regularização, além do auto, deverão apresentar um Plano de Recuperação da Área degradada. No total foram resgatadas 21 aves da fauna silvestre brasileira, sendo eles popularmente conhecidas como: sanhaço, cabeça, pássaro preto, canário-da-terra, papa capim, curió e coleirinho”, relatou o diretor presidente.

Após avaliação 18 aves estavam aptas à soltura e foram liberadas em área de reserva ambiental. Outras três foram encaminhadas para atendimento e posterior soltura, por apresentarem algum tipo de lesão que precisa de tratamento. Outros alvos foram levantados e serão vistoriados nas próximas fiscalizações.

Plantão Adema 24h

A Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), responsável pela preservação da fauna e flora de Sergipe, informa que ao encontrar qualquer espécie de animal silvestre é necessário acionar a equipe especializada para fazer o resgate ou entrega voluntária, pelo telefone (79) 99191-5535.

Maltratar animais silvestres é crime –  Lei 9605/1998 que criminaliza de maneira efetiva as condutas nocivas ao meio ambiente e deixa claro que é proibido apanhar, caçar, perseguir, matar e utilizar-se de qualquer tipo da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização das autoridades competentes, a Adema endossa o artigo 29, que trata dessas proibições e esclarece à população que ao encontrar qualquer tipo de animal silvestre não tente manuseá-los ou abatê-los, sendo prudente entrar em contato com a equipe da Adema.

Fonte: Sedurbs via Infonet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.