África do Sul corta chifres de rinocerontes para salvar os animais

África do Sul corta chifres de rinocerontes para salvar os animais

A caça ilegal continua ameaçando a maior colônia de rinocerontes do mundo, localizada na África do Sul. Por isso, a organização Save the Rhino está fazendo uma campanha para retirar os chifres destes animais com o fim de evitar que sigam sendo alvo dos caçadores furtivos, os quais alimentam um mercado negro onde o quilo do chifre está precificado entre 60.000 e 80.000 dólares. Os compradores finais normalmente vêm de países do continente asiático, onde o material é considerado um símbolo de status econômico, além de, segundo eles, conter propriedades medicinais.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.