Agência diz que petisco chinês para cães envenenou animais nos EUA

Segundo funcionária, cerca de mil animais morreram por conta do problema. Causa específica do problema ainda não foi identificada. 

Milhares de cães foram envenenados desde 2007 nos Estados Unidos por petiscos fabricados na China e ao menos mil morreram em consequência do problema, informaram especialistas nesta terça-feira (17) durante um debate no Congresso.

A funcionária Tracey Forta, da Agência de Alimentos dos Estados Unidos (FDA), revelou à comissão executiva sobre a China no Congresso que mais de 5.600 cães adoeceram desde 2007 devido à ingestão de carne picada importada dos chineses, que matou ao menos mil animais.

“Lamentavelmente, a FDA não conseguiu identificar – até o momento – a causa específica destas doenças e mortes, apesar de uma profunda pesquisa”, disse Forta, subdiretora do centro de medicina veterinária da FDA.

As preocupações sobre rações animais procedentes da China começaram em 2007, quando um componente químico utilizado na fabricação de plásticos, a melamina, foi encontrado em produtos de várias marcas, finalmente retiradas do mercado.

Segundo Patty Lovera, do grupo independente ‘Food and Water Watch’, na China é comum acrescentar intencionalmente melamina aos alimentos para adequar seu nível de conteúdo proteico.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.