Mexico denuncias crueldade animais H

Agentes públicos do México serão capacitados para receber denúncias de crueldade aos animais

Tradução de Adriana Aparecida Shinoda Marques

Mexico denuncias crueldade animais

A equipe do Ministério Público da cidade de Carmen, no México, não está capacitada para receber denúncias de maus-tratos aos animais, mesmo a partir de 1º de janeiro de 2016, quando entrou em vigor a nova lei. Assim afirmou o subdiretor da Direção do Meio Ambiente Alfredo Vera Morán, o que motivou a realização de uma reunião onde se encontravam presentes autoridades do governo estadual e representantes do Congresso Local em busca de avaliar os resultados.

O subdiretor assegurou que no estado de Campeche já foi interposto o primeiro processo penal pelo delito de maus-tratos aos animais e que o mesmo está em vias de ser finalizado. No entanto, na cidade de Carmen não foi finalizada nenhuma denúncia, pois os próprios cidadãos desconhecem a nova Lei de Proteção no caso de crueldade aos animais.  

Morán disse que muitos termos precisam ser esclarecidos para que possam ser aplicadas sanções sem que implique na violação de direitos, todavia, a Direção do Meio Ambiente recebeu denúncias de maus-tratos de vizinhos de diferentes colônias sem que estas tenham sido formalizadas no Ministério Público correspondente.

“Nos Ministérios Públicos o pessoal precisa ser capacitado, pois quando questionados a respeito informam que não faz parte de suas atribuições, e quando as pessoas chegam até nós os enviamos para lá por falta de clareza na atribuição de funções”, assinalou.

Ele também mencionou que é preocupante a questão de saúde pública, pois anteriormente havia canis onde eram sacrificados os animais, mas agora se busca que os mesmos sejam readaptados em lares com um convívio saudável.

No município de Carmen existe um Centro Canino e Felino e este é o único município no estado que conta com um. Entretanto, ele não está funcionando corretamente, pois apresenta necessidades e problemas administrativos deixados pela direção passada.

É previsto que o recurso destinado para a Direção do Meio Ambiente esteja disponível a partir do mês de março, período no qual se iniciam os trabalhos para a sua recuperação e manutenção.

“Recentemente trabalhou-se na programação e conteúdo de cada um dos planos examinados para o dia 10 de fevereiro. Neste momento estão sendo recrutados voluntários que nos ajudem, visitando as escolas do jardim de infância até o ensino superior, estamos convocando e somos apoiados por grupos de ecologistas”, finalizou Alfredo Vera Morán.

Fonte: Agencia Sien

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.