Alunos denunciam atropelamento de animais dentro do campus da UFPA

Alunos denunciam atropelamento de animais dentro do campus da UFPA
Integrantes da ocupação isolaram a área do atropelamento como forma de protesto. (Foto: João Lopes/ Arquivo pessoal. )

Estudantes que ocupam o campus da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, denunciam o atropelamento de animais dentro da instituição. No início da manhã desta terça-feira (6), uma cachorra foi atropelada e morreu em uma das pistas principais na universidade, em frente ao Centro de Convenções Benedito Nunes.

“A gente estava fazendo a ronda da ocupação pela universidade, quando vimos a cadela dormindo no meio da rua. O carro era da segurança da UFPA, veio em alta velocidade e passou por cima dela como se fosse uma pedra e não um ser vivo! Ela levantou gritando, caiu agonizando e morreu”, relata João Lopes, 24 anos, integrante do movimento estudantil.

Segundo João, este não seria o primeiro atropelamento contra animais dentro do campus. “São várias vidas que são tiradas. Só este ano foram mais de 15 atropelamentos e seis mortes, o resto fica amputado. É revoltante”, diz o jovem, que conta ainda ter procurado a segurança e a garagem da instituição e não obteve retorno.

Em nota enviada ao G1, a UFPA informou que vai apurar o caso. Veja a nota na íntegra:

“A Universidade Federal do Pará (UFPA) informa que registrou e apura denúncia de um caso de atropelamento de um cão por volta das 5h30 em uma das vias localizadas no Campus Básico da instituição. O corpo do animal foi removido aos cuidados dos voluntários do Projeto Peludinhos da UFPA.

A Diretoria de Segurança (Diseg) está investigando o caso para identificar se o episódio se refere a um acidente de trânsito ou um crime ambiental envolvendo maus-tratos ao animal. Se configurado crime, a universidade assegura que tomará todas as medidas legais cabíveis.

A UFPA esclarece que ainda não possui registros oficiais sobre o índice de atropelamentos à animais no campus, mas que está em fase de conclusão o “Projeto Victório: Rede de Controle e Proteção Populacional de Cães Errantes na UFPA”, ação institucional que irá promover o controle populacional e incentivo à adoção dos cães errantes que vivem na cidade universitária. Algumas medidas prioritárias já se encontram em andamento, porém, o projeto deve iniciar oficialmente nos primeiros meses de 2017.

Sobre os acidentes de trânsito envolvendo os animais, a UFPA, por meio do Projeto Victório, prevê ações educativas para esclarecimento e prevenção dos casos, incluindo o uso de materiais audiovisuais produzidos pela Faculdade de Comunicação da UFPA (Facom) e que estão sendo cedidos ao Projeto”.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.