Amputaram-lhe duas patas, mas não desistiu de voltar a andar

Amputaram-lhe duas patas, mas não desistiu de voltar a andar
Foto: YouTube/BORINGGG

Prince, um pequeno rafeiro de 14 meses, foi encontrado num arbusto em Goa, na Índia, com as duas patas traseiras amputadas. Resgatado depois por Chris Holmyard, com 50 anos e a viver em Londres, o homem suspeita que terá sido um aluno de veterinária a amputar ambas as patas do cão sem nenhuma razão, pois aparentemente o animal não tem nenhum problema.

Depois de ter levado Prince para o abrigo, o estado de saúde do pequeno cão começou a piorar. Além de magro, estava constantemente coberto de moscas. Com pena, decidiu levar consigo o animal para casa.

“Foi tão trágico ele ter sido abandonado depois de lhe terem amputado as pernas”, contou Chris ao Daily Mail. “Decidi que não o ia deixar no abrigo. Depois de ele lá ter estado três semanas, decidi trazê-lo para casa”.

Apesar de vários veterinários lhe terem dito que o melhor seria matar o animal devido ao seu estado, Chris não parou de lutar pelo seu novo animal de estimação e Prince recuperou a olhos vistos. No vídeo é possível ver o animal a conseguir andar de novo, equilibrado apenas nas duas patas da frente.

Agora Chris tem de voltar para o Reino Unido, mas não considera deixar o animal para trás. Por essa razão criou não só uma angariação de fundos para que possa comprar uma cadeira de rodas, mas que pague também as despesas de deslocação.

Mantida a grafia lusitana original.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.