Animais abandonados e vítimas de maus-tratos são ajudados por atriz

Animais abandonados e vítimas de maus-tratos são ajudados por atriz

A atriz e escritora Nana Índigo abriu mão de parte de sua carreira para se dedicar a um sonho de menina. Ela sempre quis salvar os animais, mas nunca foi levada à sério quando criança e em 2015 conseguiu tornar realidade um projeto de muitos anos.

Foi naquele ano que Nana Índigo fundou o Santuário Animal Sente no município de Itatiba, no interior de São Paulo. Nesta semana os animais estão se mudando para um novo local, um sítio em Cotia.

O município será o novo endereço do Santuário Animal Sente e de acordo com a fundadora, a nova sede é mais tranquila. “Isso foi possível graças à doação de um sítio próximo à reserva de Caucaia, numa área rural, que segundo ela ela é pacífica e silenciosa”, disse Nana Índigo.

O santuário abriga cerca de 160 animais acolhidos por causa de maus tratos, da indústria ou abandono. O local é mantido financeiramente principalmente pelo trabalho artístico da fundadora e recebe esporadicamente doações e colaborações de amigos.

De acordo com ela, qualquer pessoa pode colaborar depositando qualquer quantia para a conta poupança da Caixa Econômica Federal, Agência 4134, Conta número 18607-6, em nome de Adriana Ap. da Silveira Lacerda (CPF 154.400.438-96).

A atriz e escritora lembra das dificuldades que enfrentou até conseguir fundar o santuário. “Foram várias as razões que me motivaram a fundar um santuário. A princípio um sonho de menina. Fui uma criança pobre, filha de pais sem instrução e que achavam natural e necessário abater e comer animais, mas eu me negava a aceitar isso que pra mim era uma brutalidade inconcebível”, recorda.

De acordo com ela, já adulta, teve a consciência de que os animais precisam ter quem lute por sua liberdade, e “um Santuário Animal é, sem dúvida, um lugar símbolo e referência da possibilidade real da convivência harmoniosa entre humanos e animais, além de ser um ponto de disseminação da consciência”, acrescenta.

Ainda é possível ajudar de outras formas, além de doações financeiras para manter o projeto. “Também aceitamos doações de materiais ou dos ítens citados ou mesmo da mão de obra especializada envolvida nas questões referidas. Para conhecer nosso trabalho siga nosso perfil no Instagram @santuarioanimalsente e o canal Mini Vegano no YouTube”, finaliza Nana Índigo.

Fonte: Diário da Borborema

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.