Pets também são vermifugados, vacinados e castrados — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Animais adotados no Canil de Guarujá (SP) já saem microchipados

Os animais que forem adotados no Canil Municipal de Guarujá, no litoral de São Paulo, já sairão microchipados, com dispositivo que contém informações sobre saúde, raça e o tutor. Além disso, os animais já são castrados ou saem com agendamento e recebem vermífugo, a 1ª dose da vacina V10, para cães, e V4, para gatos.

A tecnologia é o início de um novo ciclo para a criação de um programa de registro e microchipagem, que possibilita assim o levantamento estatístico aproximado de quantos animais existem na cidade. Segundo administração pública municipal, a ação é de extrema importância para que seja possível estabelecer uma estrutura, que atenda aos bichos e suas necessidades, além de criar políticas públicas para garantir qualidade de vida aos animais.

O microchip é um dispositivo do tamanho de um grão de arroz, implantado sob a pele do pet. Por meio de um leitor específico, ele apresenta o seu código com os dados mais relevantes do animal, como vacinas, tutor e endereço. As informações ficam armazenadas em bancos de dados online.

Os interessados na adoção consciente de um companheiro de quatro patas devem se dirigir ao Canil, na Avenida Maria Lídia Rêgo Lima, 301, Jardim Conceiçãozinha. Lá, o futuro tutor receberá informações e orientações em relação aos cuidados e necessidades do novo amigo.

Para adotar é necessário ser maior de 18 anos e ter em mãos documento oficial com foto (RG ou CNH) e o comprovante de residência. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3387-7197 ou presencialmente.

Fonte: G1


Nota do Olhar Animal: Valorizar a raça do animal vai na contramão do trabalho que vem sendo feito pelo movimento de proteção, que procura mostrar às pessoas que os aspectos físicos dos animais não têm relevância.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.