Animais ameaçados de extinção são resgatados e se recuperam em Araguaína, TO

Animais ameaçados de extinção são resgatados e se recuperam em Araguaína, TO

Só este ano, 9 foram capturados no estado, muitos fugindo das queimadas. Bichos estão em centro de Araguaína, no norte do estado.

Uma onça parda e outra pintada, além de uma jaguatirica, animais ameaçados de extinção, se recuperam no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), em Araguaína, no Norte do Tocantins. O local é referência também para outros estados. Só este ano, nove animais já foram capturados no estado, muitos fugindo das queimadas.

Na última sexta-feira (23), um filhote de onça pintada, como apenas 11 meses de vida foi capturado com as patas queimadas, em uma fazenda na da cidade de Santa Maria do Tocantins, a 278 km da capital. O animal estava em uma toca e teria sido abandonado pela mãe.

 “Ou ele pode ter corrido do fogo ou corrido da área de fogo, logo depois que se apagou. Ele [o fazendeiro] realizou a captura do animal com uma arapuca, logo depois colocou em uma grade de ferro e assim ligou para a polícia militar”, explica a coordenadora do Cetas, a sargento Caroline Duks.

Uma jaguatirica atropelada em Gurupi, no sul do estado, deu a luz a um filhote dentro do centro. Já o filhote de onça parda, também conhecido como onça suçuarana foi resgatado em Redenção, no estado do Pará, onde estava sendo criado em cativeiro por moradores da cidade. O objetivo é de que em breve todos possam voltar a natureza.

“A orientação da Policia Ambiental é quando alguém veja qualquer filhote silvestre na natureza, não pegue. É importante observar para ver se a mãe vai retornar, a mãe pode demorar até três dias para voltar e pegar o filhote”, diz a coordenadora.

TO Araguaina animais extincao recuperam

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.