Animais banhados em seus próprios excrementos são resgatados na Espanha

Animais banhados em seus próprios excrementos são resgatados na Espanha
Imagens da Guarda Civil durante a operação onde resgataram a 42 animais do maltrato (Imagem: Guarda Civil)

A Guarda Civil resgatou 42 cães, três gatos, um cavalo, um pônei e um burro que se encontravam juntos, sem água nem alimentação adequada em um canil ilegal em Chiclana, cidade localizada na província de Cádiz.

Depois de resgatados, os animais ficaram sob o cuidado de diferentes protetoras locais de animais e o tutor foi denunciado por delito contra a flora, a fauna e os animais domésticos.

Delito contra a flora e a fauna

Essa ação de resgate começou quando a Guarda Civil recebeu diversas denúncias de diferentes administrações, associações de protetoras de animais e vizinhos da área por um possível caso de maus-tratos que estaria acontecendo em uma fazenda no município de Chiclana de la Frontera, propriedade de J.R.P.

Essas denúncias “vieram apoiar as distintas atuações realizadas por parte dos agentes”, que durante vários anos vinham denunciando os feitos de forma administrativa. Uma vez recolhidas todas as informações, foi solicitado ao Juizado de Instrução número 4 de Chiclana um pedido de entrada e registro da fazenda.

Os agentes então localizaram 42 cães de diversas raças e tamanhos em um estado de total abandono, sem a menor higiene, água ou alimentos e trancados em diferentes jaulas entre seus próprios excrementos, alguns deles nem sequer viam a luz do sol.

Apoiados por agentes da polícia local, os membros da Guarda Civil foram retirando os animais um a um do local, comprovando que a grande maioria deles não possuíam microchip de identificação.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: La Vanguarda 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.