Animais do zoológico de Delhi recebem medicação vencida

Animais do zoológico de Delhi recebem medicação vencida
Maneka Gandhi, Ministra da União das Mulheres e do Desenvolvimento Infantil (Foto: Reprodução Internet)

Parece que o Zoológico de Delhi, na Índia, não estava somente subdeclarando a morte de animais e apresentando atestados de óbito falsos, mas estava também dando medicação vencida aos animais.

E, lamentavelmente, uma investigação da Autoridade Central de Zoológicos (CZA) descobriu que a cetamina, conhecida como “boa noite Cinderela” e altamente valorizada no mercado de drogas, estava entre os medicamentos cujos registros não estavam completos nem eram confiáveis. A cetamina é usada em animais como anestésico e analgésico.

Entre os medicamentos vencidos que a CZA encontrou ainda em uso no zoológico, estava o replanta: “No momento da investigação, medicamentos que haviam ultrapassado sua vida útil ainda estavam sendo usados. Os registros das medicações utilizadas estavam incompletos,” disse o funcionário da CZA. A CZA percebeu que o zoológico deveria receber um frasco de 50ml de cetamina, mas as autoridades do zoológico admitiram estar recebendo na verdade cinco frascos de 10ml do medicamento.  Além disso, os estoques não correspondiam aos detalhes da documentação existente. “O ‘boa noite Cinderela’ tem alto valor no mercado negro. Isso levanta questionamentos”, explicou um funcionário da CZA.

“Os registros mostravam que eles deveriam receber um frasco de 50ml, mas como o zoológico conseguiu cinco frascos de 10ml cada? O registro do estoque também mostrava que estavam zerados de cetamina, mas o zoológico ainda possuía dois frascos de 10ml.”

O replanta foi adquirido em 2008, um ano após a sua fabricação e dois anos antes de expirar. Porém, o registro dizia que a data de validade “não foi mencionada” ao invés de dizer 2010, permitindo a sua administração bem além daquele ano. Para piorar essa diferença, em várias ocasiões, as autoridades do zoológico não haviam registrado os detalhes dos animais aos quais a droga havia sido ministrada.

“A medicação pode ou não ser prejudicial ao animal, mas o uso contínuo por tantos anos após a data de validade é inaceitável.”

Citando essas omissões, Maneka Gandhi, Ministra da União das Mulheres e do Desenvolvimento Infantil, uma ativista dos direitos dos animais, escreveu ao Ministro do Meio Ambiente e Florestas na quarta, pedindo ação imediata contra o diretor e a equipe veterinária do zoológico de Delhi. “Tamanha corrupção no zoológico só pode ser possível quando a administração não tem medo da lei e nenhum cuidado com as regulamentações,” disse a ministra em sua carta. “Eu solicito que você ordene a acusação imediata do diretor e da equipe veterinária para dar o exemplo a outros zoológicos que não estão em conformidade com as regras.”

Aparentemente, as autoridades do zoológico também removeram chifres de rinocerontes sob sua custódia sem a documentação apropriada. Não havia nenhum registro da quantidade de chifres que havia sido removida e enviada para testes. O relatório da CZA foi entregue ao Ministro do Meio Ambiente e Florestas para ações adicionais.

Por Jasjeev Gandhiok / Tradução de Carla Lorenzatti Venturini

Fonte: Time of Índia

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.