Defensora da causa animal, vereadora Denise Max denunciou o crime nas redes sociais

Animais em abrigo são ameaçados por incêndio criminoso, em Uberlândia, MG

A Sociedade Uberabense de Proteção Animal (Supra) foi alvo de incêndio criminoso na tarde de quarta-feira (28). As chamas começaram nos fundos do terreno, localizado na Chácara Bouganville. O fogo foi ateado perto da cerca do terreno, onde um muro está sendo construído.

Gepostet von Denise Max am Mittwoch, 28. August 2019

O Corpo de Bombeiros fez o combate às chamas, que quase atingiram o canil onde ficam os mais de 900 cães cuidados pela instituição. Alguns funcionários inalaram fumaça e precisaram receber atendimento médico. Os animais não ficaram feridos fisicamente, mas também necessitaram de cuidados por terem inalado a fumaça proveniente das chamas, sendo que um chegou a desmaiar e está internado. Ainda, eles ficaram bastante agitados e com medo.

Gepostet von Denise Max am Mittwoch, 28. August 2019

Em vídeos postados nas redes sociais, a fundadora da Supra, vereadora Denise Max, relata que foi um incêndio criminoso iniciado por pessoas que não gostam da ONG. O Corpo de Bombeiros compareceu ao local, mas quando os militares chegaram, as chamas já haviam sido controladas pelos presentes.

Gepostet von Denise Max am Mittwoch, 28. August 2019

Essa é a segunda vez que a Supra é alvo de incêndio. No ano passado, porém, os próprios funcionários conseguiram combater o fogo. Após essa ocorrência, o objetivo da vereadora Denise Max é mudar com os cães.

Hoje com o fogo já apagado mas ainda com brasas acesas mostro para vocês o tamanho do incêndio na mata que fica atrás da Supra. O saldo são 8 cães internados. De qualquer forma o trabalho rápido dos nossos voluntários e do Corpo de Bombeiros ajudou a não ter piores consequências.Quero agradecer todo apoio todas as mensagens de carinho. Isso faz eu ver que nem eu e nem os cães resgatados da ONG estão sozinhos e vamos que vamos! #denisedasupra #trabalhodeverdade #denisemaxvereadora

Gepostet von Denise Max am Donnerstag, 29. August 2019

“Desde que nós viemos para cá tem muito impasse das pessoas implicando deles estarem aqui. Sempre estou olhando uma área para a gente mudar daqui porque virou um residencial. Aqui tem muita festa, som alto, solta fogos… Agora quanto a expectativa de pegarem essas pessoas eu acho praticamente impossível”, desabafou a vereadora.

Fonte: JM Online

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.