Animais resgatados após rompimento da barragem de Fundão estão para adoção em Mariana, MG

Animais resgatados após rompimento da barragem de Fundão estão para adoção em Mariana, MG
Gina - cadelinha disponível para adoção. (Foto: Fundação Renova)

Durante a pandemia da Covid-19, o programa de Assistência aos Animais da Fundação Renova está oferecendo atendimento a distância para quem se interessar pela adoção de cães e gatos resgatados após o rompimento da barragem de Fundão.

São dezenove cães e dois gatos, todos eles vermifugados, castrados e vacinados e que estão sob os cuidados do programa na Fazenda Asa Branca, no distrito de Camargos, em Mariana (MG).

Como os eventos de adoção e as visitas ao Centro de Acolhimento Temporário de Animais (Cata) estão suspensos, o programa está atendendo os interessados a distância, além de oferecer o transporte do animal adotado até seu novo lar.

Os animais para adoção estão em um catálogo disponível no site da Fundação Renova. Para adotar, é preciso ser maior de idade e se responsabilizar pelo bem-estar e qualidade de vida dos pets. Pensando nessa sensibilização e conscientização, os interessados também receberão uma cartilha preparada pelo programa, com informações, dicas e curiosidades sobre os animais.

PROCESSO DE ADOÇÃO

A pessoa interessada deve entrar em contato pelo número (31) 97112-3867 ou pelo e-mail luciana.sales@fundacaorenova.org. Em seguida, ela recebe fotos ou vídeos do animal escolhido, conforme a necessidade de cada caso, além das orientações sobre o processo de adoção. 

O passo seguinte é a realização de uma entrevista online, por aplicativos como Google Meet ou Zoom, para que a equipe entenda melhor o perfil buscado pela pessoa e se ela tem disponibilidade de receber o animal. Logo após, é feito um bate-papo sobre o animal, com a opção de envio de mais vídeos e fotos.

Luciana Sales, da equipe de assistência aos animais da Fundação Renova, pontua:

Dedicação

“A ideia é mostrar algo mais real, para a pessoa ter acesso de fato a esse animal, como ele se porta e com o que está acostumado, por exemplo. Cada animal tem particularidades em suas atividades. Caso a pessoa mantenha esse interesse, podemos passar para o processo de adoção”

Luciana Sales / Assistência aos animais / Mariana

Depois dessa etapa, é feito o agendamento da entrega do animal pela Fundação Renova. “Inicialmente, o processo é mais fácil para a região de Mariana. Para outras áreas, estamos avaliando se é possível encaminhar o animal neste momento ou posteriormente, em um cenário mais tranquilo. Vale ressaltar que tomamos todos os cuidados cabíveis tanto na intermediação quanto na entrega do animal neste cenário de pandemia. Então, a equipe que levará o animal e a família que vai recebê-lo deve estar ciente de todas as condições para minimizar qualquer tipo de risco ou exposição”, diz Luciana Sales.

É importante pontuar que os animais NÃO SÃO VETORES (intermediários de transmissão) do novo coronavírus, portanto não há risco de contágio por meio deles. 

Preto Velho – cãozinho disponível para adoção. (Fundação Renova)

Fonte: Portal da Cidade Mariana (Assessoria de Imprensa / Fundação Renova)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.